Antigo salão paroquial da matriz Sant’Ana será demolido

Padre Gilson observa trabalho de jardinagem

Padre Gilson observa trabalho de jardinagem

A igreja matriz Sant’Ana de Pitanga está realizando uma série de melhorias tanto na praça central como também no novo salão paroquial, que deve ter seu primeiro grande evento no dia 31 de outubro, quando acontece a solenidade de ordenação sacerdotal dos padres Marinaldo Cheliga, Everton Pavilaqui e Herick Rogger Pinchesk Vitchemechen.

Segundo o pároco, Gilson Dembesnki, dentro das possibilidades financeiras da igreja, foram realizadas melhorias para deixar o salão paroquial em condições de uso, como a finalização e alinhamento do piso e colocação de grades para a utilização das sacadas, que vai permitir um número maior de pessoas. “Ainda não podemos afirmar que é a conclusão total do salão, mas aquilo que é fundamental para o uso está pronto”, ressalta.

Sendo considerado um dos maiores do Paraná e, certamente, o maior salão paroquial da região central, o novo espaço da igreja matriz de Pitanga tem capacidade para até 3 mil pessoas, no entanto, em função da pandemia da Covid-19, ele está limitado a apenas 500 usuários ao mesmo tempo. Além do espaço principal, o local conta com salas para reuniões, banheiros e uma ampla cozinha. Ainda falta a pintura externa e colocação de forro, mas nada que impeça a realização de atividades no local.

O salão paroquial antigo, conforme o planejamento da paróquia, será demolido e o local transformado em uma área de estacionamento com capacidade para 50 ou 60 carros e que durante o dia poderá ser utilizado pelos moradores da cidade. “Talvez, no futuro, algo possa ser construído no local, mas inicialmente servirá mesmo como área de estacionamento”, relata. A ideia é que até o final do ano a área já esteja sendo usada para essa finalidade.

Arborização

Outra ação é a melhoria na arborização da praça central. Além de substituição de algumas árvores, está sendo realizado um trabalho de jardinagem, substituindo o conceito de flores da estação, com mudança das plantas ao longo do ano. Agora estão sendo plantados seis tipos de flores, entre elas azaleias e hortênsias, que ficarão de forma permanente, sendo trocadas apenas as que morrerem.

Comentários