Polícia Civil alerta sobre golpe do cheque clonado

Delegado mostra cópia do cheque que foi repassado em um supermercado de Ivaiporã

Delegado mostra cópia do cheque que foi repassado em um supermercado de Ivaiporã

A Polícia Civil de Ivaiporã registrou, na semana passada, duas ocorrências de estabelecimentos comerciais que foram vítimas do golpe do cheque clonado. Um mercado de Jardim Alegre e um supermercado de Ivaiporã foram alvos dos estelionatários. Em ambos os casos, a forma de operação é semelhante. Os elementos utilizaram um cheque que, supostamente, teria sido emitido por uma pessoa jurídica bastante conhecida na cidade, sendo que, nos dois casos usaram nome de duas entidades sindicais diferentes, em um valor superior a uma dívida ou a uma compra realizada no estabelecimento, forçando o comerciante a devolver a diferença em dinheiro.

O delegado de Polícia Civil de Ivaiporã, Aldair da Silva Oliveira, ressalta que os estelionatários estão utilizando de algum mecanismo de impressão bastante sofisticado para a impressão desses cheques clonados, pois vários elementos de segurança foram copiados pelos golpistas. “A aparência do cheque leva a entender que é um documento verdadeiro, mas temos a suspeita que as pessoas que estão repassando esses cheques são da região, porque os valores até o momento são considerados médios e baixos”, ressalta o delegado.

Ele destaca que foi aberta uma investigação e a Polícia Civil está solicitando algumas informações relativas a esse cheque, tendo em vista que as numerações e outras informações batem com um cheque que foi emitido, no entanto, o nome da pessoa jurídica que emitiu o cheque é trocado.

A orientação para os comerciantes é que, ao se depararem com um cheque nessa situação, entrem em contato com a pessoa jurídica que emitiu o cheque para confirmar a emissão ou façam a solicitação de informações aos serviços de proteção ao crédito junto às associações comerciais, que têm meios para averiguar se o cheque é quente ou não.

Comentários