Personal trainer dá dicas para realizar atividade física ao ar livre

Personal trainer dá dicas para quem vai realizar atividade física ao ar livre

Personal trainer dá dicas para quem vai realizar atividade física ao ar livre

Praticar uma atividade física requer uma preparação e cuidados para evitar lesões, especialmente em atletas iniciantes ou atletas de final de semana, que costumam se exercitar especialmente ao ar livre.

A personal trainer Sabryna Trasserre deu orientações sobre como iniciar a atividade física com segurança, principalmente, para aqueles que estão há bastante tempo sem se exercitar, por conta da pandemia de Covid-19.

A profissional recomendou que se a pessoa está muito tempo parada ou nunca praticou e quer começar a atividade física em um ambiente ao ar livre, com espaço mais amplo e melhor ventilação, deve iniciar a rotina de atividade por uma caminhada moderada de 30 minutos por dia durante a semana. Entre os benefícios que a prática da atividade física regular proporciona ao corpo do ser humano estão melhora na qualidade de vida, condicionamento, disposição e psicológico do indivíduo.

Por outro lado, se a pessoa já teve contato com exercícios de maior intensidade como musculação, treinamento funcional, cross training e outras modalidades de treinamento, parou por conta da pandemia e quer retornar, a dica é fazer uma caminhada mais intensa três vezes por semana, com uma distância e tempo de execução maior, intercalando com a corrida. “O recomendável é buscar orientação de um educador físico e se a pessoa não deseja investir em um personal ou academia, o correto é não pular etapas para não haver lesões”, afirmou Sabryna Trasserre.

Conforme a educadora física, o treinamento ao ar livre traz resultados positivos ao passo que ele é bem dinâmico.

Ela alertou que seja em ambientes abertos ou fechados, as recomendações para quem vai incluir atividade física na rotina durante a pandemia são as mesmas: uso da máscara, higienização das mãos após utilização dos materiais de treino e distanciamento social. No que se refere ao uso de máscara durante a caminhada ou corrida, Sabryna Trasserre ressaltou que o uso do acessório prejudica o condicionamento, pois deixa a respiração mais difícil, especialmente para quem está iniciando a atividade e não está tão bem preparado, mas não é algo impossível de se realizar, apesar de atrapalhar sim na realização da atividade física. “Vai do educador físico saber alinhar o treinamento com intervalo de descanso e cadência”, frisou Sabryna Trasserre.

Durante o Outubro Rosa, Sabryna Trasserre esclareceu ainda que estudos comprovam que a atividade física regular age como prevenção ao câncer de mama, pois a atividade física evita o acúmulo e o excesso de gordura, consequentemente, reduz o risco da obesidade, que é um dos maiores fatores do câncer de mama. Tanto para as mulheres que não foram ou já foram diagnosticadas com câncer de mama, a atividade física é fundamental. “O importante é buscar uma atividade que te dê prazer e que se torne parte da sua rotina”, finalizou a educadora física.

Comentários