Professor de Ivaiporã participa de Feira Brasileira de Iniciação Científica

Professor Caloi ministra palestras e participa de debates na v Febic

Professor Caloi ministra palestras e participa de debates na v Febic

O professor do Colégio Estadual Barão do Cerro Azul, Helio Cruz Leão, conhecido como Caloi, do município de Ivaiporã e representante da Mostra Científica Latino Americana (MCL) no Brasil, que acontece na cidade de Trujillo e Otuzco no Peru, é um dos destaques da V Feira Brasileira de Iniciação Científica (FEBIC) da cidade de Jaraguá do Sul – Santa Catarina, que em função da pandemia está acontecendo de forma Virtual.

A FEBIC é um espaço para estudantes do Brasil e do mundo apresentarem ideias criativas e inovadores na forma de projetos científicos, onde possam experimentar o fazer ciências. Além de ser um ambiente de integração e troca de experiências entre estudantes e professores, a feira também se dispõe a ser uma ferramenta de promoção da cultura científica, da experimentação, da disseminação, a inovação e o uso de novas tecnologias.

O professor Caloi foi convidado pelo diretor geral e presidente do Instituto Brasileiro de Inscrição Científica, professor Jean Facchini, e pelo coordenador da FEBIC, Mauricio Goetlem, pelo trabalho que realiza com formação pedagógica científica com os professores, finalistas e profissionais afins, além da interação com os visitantes e exposições de materiais concretos contextualizado com o currículo escolar para facilitar o ensino/aprendizagem nas principais Feira Científicas do Brasil e na América Latina.

Conforme os organizadores do evento, o professor Caloi é referência na América Latina, nos estudos que envolvem metodologias diversificadas e diferenciadas no ensino de conteúdos curriculares com materiais concretos e significativos para facilitar a aprendizagem dos alunos e desperta nas pessoas o interesse pela pesquisa científica, fomentando a leitura, a escrita e a oralidade, promovendo a criatividade, o espírito inovador, o uso de novas tecnologias, o comportamento sustentável, o empreendedorismo e o conhecimento, por meio da alfabetização e da iniciação científica.

Para o professor Caloi, a FEBIC valoriza a pesquisa científica, oferecendo oportunidades para socializar e integrar os diversos conhecimentos e habilidades no contexto de aprender fazendo, pois é necessário repensar os métodos educacionais, partimos do pressuposto que o ensino dos conteúdos tem que estar alinhados com o desejo de aprender, assim nada poderá impedir que o aluno aprenda como nada poderá impedir que um professor ensine. O professor comentou que nesse momento pandêmico, aconteceu a antecipação do futuro na educação, onde os professores teve que reinventar e apropriar dos recursos tecnológicos para atender da comunidade escolar em sistema home office e que as coisas acontecem e continuam com as suas inovações e avanços, cita como exemplo a iniciativa do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações (MCTI) que promove a17ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), com eventos em todo o Brasil para dar visibilidade às descobertas e inovações produzidas por instituições nacionais de pesquisa, com a ideia de popularizar a pesquisa cientifica. Caloi acrescentou que se sente honrado com o reconhecimento do seu trabalho pelas autoridades cientificas e coloca-se a disposição para trocar experiências e compartilhar conhecimentos.

Considerada um dos maiores eventos científicos do Brasil, a Feira de Iniciação Científica conta com uma extensa programação na qual o professor ivaiporãense irá ministrar palestras com a temática Oficina Desafio da Aprendizagem Cognitiva – “Ressignificar as nossas práticas em momento pandêmico” e “perspectivas de estudos: facilidades e dificuldades de aprendizagem”; e da Mesa Redonda Ciência em Foco, que debaterá Linguagem Científica e Inteligência Artificial.

Toda a programação da 5ª Feira Brasileira de Iniciação Científica está disponível no https://www.febic.com.br e pelas redes sociais no Facebook, Instagram e Youtube da feira.

Comentários