Ivaiporã e Pitanga têm melhora na nota do IDEB

O INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) divulgou nessa terça-feira, as notas do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), que é o principal parâmetro para averiguar a qualidade do ensino em todo o Brasil. A boa notícia é que os maiores municípios da região, Ivaiporã e Pitanga, tiveram melhora nos índices e continuam acima da meta estipulada pelo Ministério da Educação.

Ivaiporã teve a nota 6.4 no IDEB relativo à Prova Brasil, realizada no ano de 2019. A nota foi 0.1 superior a que foi registrada em 2017 e também acima da meta para o ano de 2019, que era de 6.3. Os dados são relativos ao Ensino Fundamental das séries iniciais, que abrange os alunos de 1º ao 5º ano.

O município de Pitanga obteve a nota 6.0, 0.1 acima do que foi registrado em 2017 e também acima da meta estipulada pelo MEC para 2019, que era de 5.9.

A secretária municipal de Educação de Ivaiporã, Rose Sirço, avaliou de forma positiva o resultado alcançado por Ivaiporã no IDEB. Ela comenta que, apesar de todas as dificuldades nos últimos anos, o município de Ivaiporã conseguiu ficar acima da meta estipulada pelo Ministério da Educação, além de ter um crescimento em relação à prova anterior. Ela lembra que o desafio para os próximos anos é maior, já que meta estabelecida para Ivaiporã para o ano de 2021 é de 6.6.

O secretário municipal de Educação de Pitanga, Alfredo Schavaren, disse que ficou feliz com o resultado e avanço no IDEB e que isso reflete o trabalho e o esforço que o município tem feito para melhorar a qualidade do ensino na educação básica e que os investimentos têm sido feitos com esse objetivo.

O melhor resultado da região central, para as séries iniciais do Ensino Fundamental foi alcançado pelo município de Cruzmaltina, com 7.5 e as piores notas foram para Nova Tebas com 5.2; Santa Maria do Oeste 5.1; e Campina do Simão e Laranjal com nota 5.

Comentários