Ivaiporã projeta usina de energia solar para atender iluminação pública

Rua Paulista, na Vila João Xxiii, recebe lâmpadas de Led em toda sua extensão

Rua Paulista, na Vila João Xxiii, recebe lâmpadas de Led em toda sua extensão

A Prefeitura de Ivaiporã está com o projeto pronto para encaminhar à licitação da construção de uma usina de geração de energia elétrica, por meio de luz solar, para abastecer a iluminação pública municipal. A proposta terá um investimento de cerca de R$ 796 mil, com recurso da própria iluminação municipal, que deve representar uma economia para os cofres municipais e também a possibilidade de redução no valor da taxa de iluminação pública paga pelos consumidores de Ivaiporã.

O responsável pelo setor de iluminação pública do município, Sirineu Silva, disse que a proposta do município é construir uma usina para a geração de energia limpa e renovável. Ele explicou que a prefeitura já tem parte do recurso, que será usado para a estruturação do local, como cercamento, ampliação da rede elétrica e instalação de 200 placas fotovoltaicas, que acompanham o deslocamento do sol, com o objetivo de aproveitar a exposição solar o maior tempo possível. A energia gerada por meio dessa usina será disponibilizada na rede da Copel, que em contrapartida irá gerar créditos para o município, que serão descontados na energia que é consumida no período noturno pela iluminação pública. Parte dos créditos também pode ser usada para abater a conta de energia elétrica dos órgãos públicos do município, como prefeitura, escolas, creches e postos de saúde.

Sirineu Silva explica que, após o início do funcionamento da usina de geração de energia, a prefeitura pode encaminhar um projeto de lei à Câmara de Vereadores solicitando a redução na taxa de iluminação pública, já não caracterizaria renúncia de receita, uma vez que o município estaria fazendo a compensação, gerando energia elétrica.

A proposta de construção da usina contempla um terreno no Parque Industrial II, que, de certa forma, também será benéfico às indústrias que estarão instaladas no local, que terão uma estabilidade maior na energia elétrica. “A proposta é tornar município de Ivaiporã autossustentável com relação ao consumo de energia elétrica”, frisou Sirineu.

Ampliação de rede e superpostes

Sirineu Silva também informou que o município de Ivaiporã tem definida a compra e instalação de mais 38 superpostes, em vários locais da cidade. Cada um desses postes receberá três lâmpadas de led e terá estrutura para receber câmeras de monitoramento, que irão vigiar o acervo da iluminação, as praças públicas e as ruas do entorno da cidade. O investimento previsto é de R$ 130 mil. As estruturas que já contarão com as câmeras de vigilância ficarão na Praça Portelinha (em frente ao Banco do Brasil), Praça Manoel Teodoro da Rocha, Praça França, Praça Japão, Praça Dorvalino Frederico e pista de caminhada da Madeporta.

Além disso, o município já tem projeto pronto para licitar para a ampliação da rede para vários pontos da cidade e, no total, R$ 676,5 mil serão investidos nessa ampliação.

Sirineu lembrou que a atual gestão já fez a substituição de cerca de 1,2 mil lâmpadas de vapor de sódio pelas de led, que são mais modernas e eficientes, e tem a previsão de instalação, nos próximos dias, de mais 370 lâmpadas de led na área rural. No total, o investimento em ampliação de rede e instalação de lâmpadas de led está girando na faixa de R$ 1,3 milhão.

Comentários