Coamo realiza dia de campo de inverno de maneira virtual

Agrônomos da Coamo preparam vídeos para encaminhar aos agricultores

Agrônomos da Coamo preparam vídeos para encaminhar aos agricultores

Em função da pandemia e das regras de distanciamento social, a grande maioria dos eventos está proibida de ser realizada, mesmo ao ar livre. Um desses eventos, e muito importante para os agricultores de Ivaiporã e região, é o dia de campo, onde o agricultor pode conferir in loco o desenvolvimento de variedades, algumas inéditas, nas condições de clima e a adaptação dessas plantas, aos fatores que influenciam a safra em curso.

Para conseguir mostrar aos produtores as novidades da safra de inverno e como as plantas se desenvolveram, sem causar risco à saúde dos agricultores e evitar aglomerações, a unidade da Coamo de Ivaiporã inovou e realizou o primeiro dia de campo virtual de culturas de inverno.

Os técnicos da cooperativa gravaram imagens das 15 variedades plantadas no campo experimental, ao lado da Coamo, mostrando as características de cada planta e como elas se desenvolveram. Esse material está sendo editado e será enviado, via aplicativo whatsapp, na forma de alguns vídeos, para que os agricultores possam assistir no celular. Os vídeos também serão postados em um canal no youtube, para que os produtores possam assistir quando acharem necessário.

O agrônomo da Coamo, Márcio José Messias da Silva, comenta que a opção por esse evento sem reunir os produtores foi uma forma de respeitar as recomendações da saúde. No entanto, a ideia é que a informação chegue a eles, pois saber como foi o desenvolvimento desses cultivares é muito importante para que o produtor possa decidir como irá plantar a safra do próximo ano.

Nesse ano, entre as 15 variedades plantadas no campo experimental, cinco delas foram inéditas e, na avaliação da Coamo, foram muito promissoras e se adaptaram bem ao clima. “Fizemos um bom tratamento e isso possibilitou que as variedades pudessem expressar todo o seu potencial produtivo”, avalia Márcio Silva.

O agrônomo também fez uma avaliação do desenvolvimento da atual safra e ressaltou que, apesar do inverno ter sido bem seco, as chuvas ocorreram nos momentos certos para a lavoura de trigo. Apesar de ser uma planta adaptada a poucas chuvas, que aconteceram em momentos cruciais, houve bom desenvolvimento vegetativo, florescimento e produção de grãos. A expectativa é que não ocorram chuvas intensas na colheita, que poderia ocasionar prejuízo para a qualidade e produtividade das lavouras. “Acreditamos que teremos uma boa safra de trigo e com uma grande produtividade”, ressalta o agrônomo.

Márcio Messias da Silva é agrônomo da Coamo

Márcio Messias da Silva é agrônomo da Coamo

Comentários