DEPEN pode assumir a cadeia pública de Ivaiporã

Representantes do município de Ivaiporã conversam com diretor regional Reginaldo Peixoto e com o subchefe Nilton Garcia

Representantes do município de Ivaiporã conversam com diretor regional Reginaldo Peixoto e com o subchefe Nilton Garcia

Uma comissão formada pelo delegado de Polícia Civil de Ivaiporã, Aldair da Silva Oliveira; diretor municipal de Administração, Juraci Dias; e os integrantes do Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) de Ivaiporã, Aldinei Passos Andreis e Jair Antonio Burato, participou de uma reunião na sede regional do Depen (Departamento Penitenciário do Paraná) em Londrina, com o coordenador regional, Reginaldo Peixoto, e com o subchefe do Depen, Nilton Cesar Santos Garcia.

O objetivo da reunião foi debater as intervenções que o departamento prevê realizar na cadeia pública de Ivaiporã. Recentemente, uma equipe técnica, formada por engenheiros e técnicos do departamento, vistoriou a cadeia pública de Ivaiporã, para avaliar as reformas e intervenções necessárias para adequar a cadeia pública e possibilitar que o Depen possa assumir sua gestão.

Durante a reunião, o diretor regional do Depen, Reginaldo Peixoto, falou sobre as possibilidades do Depen assumir a cadeia de Ivaiporã e também, caso isso se concretize, dos projetos que o departamento pretende implementar no município.

Ele comenta que, há algum tempo, o Depen vem realizando levantamentos junto à Secretaria de Estado da Segurança Pública para a emancipação de algumas unidades penais, que hoje estão sob a responsabilidade da Polícia Civil, e Ivaiporã está entre elas. “Já existem alguns protocolos em andamento, por parte do próprio delegado, inclusive, para a reforma da unidade e, na semana passada, fizemos um levantamento de que forma podemos melhorar, principalmente, a parte da segurança dessa unidade, assim como do tratamento penal”, disse o coordenador regional.

Peixoto comenta que é possível que, dentro de 30 a 60 dias, possa sair o decreto do Governo do Estado emancipando a unidade e, a partir daí, o Depen possa implantar em Ivaiporã as mesmas atividades e atendimento aos presos que é realizado em Londrina, tanto no que se refere a atendimento médico, dentário, além de outras ações que poderão ser desenvolvidas em parceria com a Polícia Civil e outras instituições públicas e particulares.

Peixoto lembra que o prédio onde está a delegacia de Polícia Civil é antigo e precisa de uma série de adaptações, mas a proposta do Depen é melhora não apenas da questão do reforço da unidade, mas também implantar outros ambientes que proporcionem salas para web visita, web audiência, entre outras adaptações. “Acredito que os debates estão adiantados e que, até o final do ano, possamos já iniciar algum tipo de intervenção nesse local”, informou Peixoto.

O presidente do conselho comunitário de Segurança, Aldinei Passos Andreis, avalia que esse é o resultado da luta de anos, de diversas autoridades municipais, incluindo o Conseg, para que a cadeia de Ivaiporã tenha as mínimas condições de segurança e dignidade para os detentos. “Com o Depen assumindo a gestão da cadeia de Ivaiporã, a Polícia Civil poderá se dedicar plenamente ao seu trabalho de policiamento investigativo”, comentou Andreis.

O prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, informou que a prefeitura vê com bons olhos a possibilidade do Depen assumir a gestão da carceragem de Ivaiporã e espera que isso ocorra o mais rápido possível. “Isso é importante, pois o Estado está assumindo sua obrigação, que é cuidar da cadeia pública e dar dignidade aos detentos”, frisa.

Comentários