Entidades fazem doação à paciente de Jardim Alegre em tratamento de câncer

Flor de Lótus, Acisi Mulher, Rotary Ivaiporã, Rotary Ivaiporã Integração e Asr de Ivaiporã prestam homenagem à mulher que faz tratamento de câncer

Flor de Lótus, Acisi Mulher, Rotary Ivaiporã, Rotary Ivaiporã Integração e Asr de Ivaiporã prestam homenagem à mulher que faz tratamento de câncer

O grupo Flor de Lótus, a Acisi Mulher e a Associação das Senhoras de Rotarianos de Ivaiporã, com o apoio do Rotary Clube Ivaiporã e Rotary Clube Ivaiporã Integração, realizaram na quinta-feira, dia 6 de agosto, a entrega de uma peruca e diversas doações a uma mulher, residente no Conjunto Habitacional José Pachuslki em Jardim Alegre, que faz tratamento de câncer e foi personagem de uma reportagem na TV Humaitá, relatando não apenas as dificuldades do tratamento, mas também as necessidades pelas quais estava passando.

A empresária Mariana Bilk, que faz parte da Acisi Mulher e Flor de Lótus, comentou que a história da mulher chegou ao conhecimento do grupo, que se mobilizou e foi atrás de parceiros, como os clubes de Rotary e a Associação das Senhoras de Rotarianos (ASR) para buscar a doação da peruca e também de outros itens, que foram arrecadados como roupas, alimentos e remédios. “O intuito é fazer essa doação de carinho e amor, que nesses momentos é muito importante”, ressalta.

O grupo Flor de Lótus reúne mulheres que enfrentam ou venceram o câncer e nasceu durante as ações do Outubro Rosa, projeto da Acisi Mulher, realizado no ano passado. O grupo é constituído para oferecer apoio emocional, com uma série de atividades e vem ganhando a participação de mais pessoas.

No ano de 2019, a campanha da Acisi Mulher arrecadou mais de 300 cortes de cabelo, que foram encaminhados a um grupo voluntário ligado ao Hospital do Câncer de Londrina e, na sequência, houve o contato com a Associação das Senhoras de Rotarianos, para desenvolver um banco de perucas em Ivaiporã. No entanto, por causa da pandemia, o lançamento do projeto teve um atraso, mas a ideia é que, nos próximos dias, seja lançado o vídeo institucional e a meta é arrecadar pelo menos 600 cortes de cabelos. “A mulher quando tem câncer e faz tratamento, não perde apenas o cabelo, mas, às vezes, perde a autoestima, o marido, e os filhos se afastam; o cabelo representa a feminilidade e a vaidade e, com essas perucas, procuramos encorajá-las, para que possam até mesmo sair às ruas”, comenta Mariana.

A presidente da ASR, Ione Albuquerque Muchuiti, ressalta as parcerias firmadas para esse projeto, que é muito importante para as pessoas que fazem o tratamento de quimioterapia, já que perdem a moldura do rosto. Ela destaca que esse projeto é semelhante a uma iniciativa realizada pela ASR de Jandaia do Sul. “Abraçamos esse projeto e conseguimos arrecadar cabelo suficiente para a produção de dez perucas e, nesse ano, a nossa ideia era desenvolver o projeto junto às escolas, já que as adolescentes e jovens têm cabelos compridos e poderiam nos ajudar, mas a pandemia dificultou o lançamento”, ressalta.

Ione Muchuiti ressalta que quem quiser realizar as doações podem entrar em contato pelo telefone 3472-1973, onde as pessoas podem indicar doações ou tirar dúvidas sobre a doação do cabelo. As doações também podem ser feitas na Clínica Diviné, no Restaurante Bilk ou no Cabeleireiro Silvano. “Para doar, o cabelo precisa ter menos 15 centímetros e pode ser tingido ou natural, crespo, liso ou encaracolado”, ressalta Ione.

Moradora recebe flores e doações das entidades

Moradora recebe flores e doações das entidades

Comentários