Ministério da Saúde contabiliza mais de 4 mil casos de Covid-19 no Paraná

Pelo terceiro dia consecutivo, a Secretaria de Estado da Saúde está com dificuldade na divulgação dos números atualizados da Covid-19. Até as 19h15 dessa segunda-feira, dia 10 de agosto, o Governo do Estado ainda não havia divulgado os números relativos à doença no Estado, no boletim tradicional que vinha sendo publicado desde o início da pandemia. No entanto, os dados coletados junto ao sistema do Ministério da Saúde, no painel interativo da homepage da Covid-19 apontam que o Governo do Estado informou ao Ministério da Saúde, mais 4.159 casos de Covid-19 em 24 horas. Com isso, o Paraná sobe para 94.124 casos confirmados da doença, segundo o Ministério da Saúde.

Com relação ao número de óbitos, o Paraná informou mais 53 mortes, o que leva o estado a somar 2398 óbitos relacionados à infecção causada pela doença. Segundo o painel, foram registrados óbitos nas cidades de Curitiba (17), Londrina (4), Colombo e Fazenda Rio Grande (3), São José dos Pinhais, Arapongas, Piraquara, Campo Largo, Foz do Iguaçu, Almirante Tamandaré e Quatro Barras (2), Paranaguá, Apucarana, Telêmaco Borba, Matinhos, Itaperuçu, Reserva, Santo Inácio, Centenário do Sul, Bela Vista do Paraíso e Araruna. O óbito informado para a cidade de Ivaiporã foi confirmando no domingo, dia 9 de agosto, pelo Departamento Municipal de Saúde.

Em relação aos novos casos, as principais confirmações ocorreram em Curitiba (873), Arapongas (171), Londrina (166), Paranaguá (165), Colombo (107), Araucária (97), Campo Largo (87), São José dos Pinhais (86), Cascavel (82) e Maringá (80).

Já na região, segundo o site do Ministério da Saúde, foram confirmados novos casos nas cidades de Ivaiporã (23), São João do Ivaí (9), Pitanga, Mauá da Serra (8), Reserva, São Pedro do Ivaí, Grandes Rios, Cândido de Abreu (7), Nova Tebas (6), Manoel Ribas, Faxinal (5), Califórnia, Santa Maria do Oeste (4); Borrazópolis, Roncador (3), Barbosa Ferraz, Jardim Alegre, Iretama, Cruzmaltina, Mato Rico (2), Lunardelli, Lidianópolis (1).

Os números podem ser diferentes dos informados pelas secretarias municipais de saúde, que já podem ter contabilizado esses casos em boletins anteriores.

Comentários