Sesa confirma mais 1615 casos de Covid-19 no Paraná

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta sexta-feira, dia 7 de agosto, mais 1.615 novas confirmações e 45 mortes pela infecção causada pelo novo coronavírus. O Paraná acumula 87.915 diagnósticos positivos e 2.244 mil mortes em decorrência da doença. 1.099 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 estão internados nesta sexta-feira, dia 7 de agosto. 839 estão em leitos SUS (401 em UTI e 438 em leitos clínicos/enfermaria) e 260 em leitos da rede particular (102 em UTI e 158 em leitos clínicos/enfermaria).

Há outros 1.013 pacientes internados, 481 em leitos UTI e 532 em enfermaria, que aguardam resultados de exames. Eles estão em leitos das redes pública e particular e são considerados casos suspeitos de infecção pelo vírus Sars-CoV-2.

A secretaria estadual informa a morte de 45 pacientes, todos estavam internados. São 23 mulheres e 22 homens, com idades que variam de 18 a 93 anos. Quatro óbitos ocorreram em julho e os outros 41 pacientes faleceram entre os dias 1º e 7 de agosto. Os pacientes residiam em: Curitiba (13), Almirante Tamandaré (3), Colombo (3), Pinhais (3), São José dos Pinhais (3), Ivaiporã (2), Piraquara (2) e um caso em cada município a seguir: Antonina, Arapongas, Bandeirantes, Cambará, Campina Grande do Sul, Chopinzinho, Coronel Vivida, Foz do Iguaçu, Itambé, Londrina, Maringá, Ouro Verde do Oeste, Palmeira, Piraí do Sul, Rio Branco do Sul e Santa Mariana.

O boletim dessa sexta-feira, dia 7 de agosto, também confirma mais 16 casos de Covid-19 na região. São quatro novos casos em Iretama, que totaliza 50, e Roncador que vai a 28 confirmados; três em São Pedro do Ivaí, que agora tem 91 positivos; dois em Borrazópolis, que sobe para 37 e em Ivaiporã, que contabiliza pela Sesa, 278 casos; e um em Arapuã, que agora soma 25 pacientes.

A Prefeitura de Faxinal divulgou nota sobre o óbito contabilizado para o município, na data de ontem (6/8), que foi creditado erroneamente. A secretaria de saúde informou que o paciente apenas deu entrada no Pronto Atendimento Municipal e foi transferido para o tratamento da doença em outra cidade e que ele não reside em Faxinal.

Comentários