Funcionamento do comércio de Ivaiporã não sofre alteração

Imagem da notícia.

A Prefeitura de Ivaiporã realizou mais uma reunião de avaliação da evolução da pandemia da Covid-19 no município. A reunião realizada no salão nobre da prefeitura e contou com a participação do prefeito Miguel Amaral, representantes da Acisi (Associação Comercial Industrial e Serviços de Ivaiporã), Acisi Mulher, Lar dos Idosos Santo Antônio, Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) e diretores municipais.

A reunião teve início com apresentação de dados do Departamento Municipal da Saúde, que registrou um aumento de 300 novas notificações em duas semanas. Número que foi considerado normal e demonstra que Ivaiporã continua realizando testes para identificar as pessoas com a doença.

O número de pessoas recuperadas aumentou em relação à reunião realizada em 17 de julho, com cerca de 70% delas já recuperadas.

O diretor municipal de Saúde, Claudeney Martins, destacou que o município de Ivaiporã tem uma situação considerada tranquila em relação à ocupação de leitos hospitalares. Somando todas as vagas disponíveis, entre UTI e enfermaria, até a manhã da sexta-feira, 31 de julho, a ocupação era de 13%. Já em relação apenas às UTI´s, das 26 disponíveis em Ivaiporã, 8 estavam ocupadas. “No entanto, sempre é importante destacar que os leitos pertencem ao Estado e podem ser ocupados por pacientes de outras regionais de Saúde e, por isso, a população precisa continuar com os cuidados de prevenção à doença, como o uso de máscara, álcool gel e o distanciamento social.

O prefeito Miguel Amaral disse que a avaliação da saúde permite que os decretos em vigor sejam mantidos e, com isso, o comércio continua funcionando normalmente, observando as determinações de higiene e distanciamento. O horário de funcionamento de bares e lanchonetes permanece até as 23h00.

Com relação ao transporte coletivo gratuito, o prefeito informou que ainda não existe aval do Departamento de Saúde para retornar o funcionamento do serviço, já que não é possível manter o distanciamento dentro dos ônibus urbanos. Por esse motivo, o serviço continua suspenso por tempo interminado.

Comentários