Faxinal terá que corrigir falha apontada pelo TCE-PR em edital de licitação

O Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) julgou procedente Representação da Lei nº 8.666/93 (Lei de Licitações e Contratos) interposta pela GL Comercial Ltda., a respeito do Pregão nº 74/2019, lançado pela Prefeitura de Faxinal. A licitação, cujo valor máximo previsto é de R$ 574.018,30, objetiva o registro de preços para a aquisição futura de pneus destinados a equipar os veículos da frota do município.

Com a decisão, foi determinado que o edital do certame fosse alterado, de forma que somente a empresa vencedora da disputa - e não a totalidade das licitantes, como originalmente previsto - tenha a obrigação de apresentar certificado de garantia dos produtos a serem fornecidos. A partir dessa mudança, o andamento do procedimento licitatório, que estava suspenso por força de medida cautelar emitida pelo Tribunal em outubro do ano passado, poderá ser retomado.

Em seu voto, o relator do processo, conselheiro Durval Amaral, afirmou que a previsão precisa ser modificada, pois poderia levar à inabilitação irregular de interessadas e à restrição do caráter competitivo da disputa, conforme entendimento consolidado do TCE-PR. Ele seguiu o mesmo entendimento adotado na instrução da Coordenadoria de Gestão Municipal (CGM) da Corte e no parecer do Ministério Público de Contas (MPC-PR) sobre o caso.

Comentários