Mato Rico e Amocentro emitem nota de repúdio contra ex-deputado

O ex-deputado federal e ex-secretário de Estado, Marcelo Almeida, desde a semana passada, passou a ser “persona non grata” na cidade de Mato Rico. Isso ocorreu desde que ele concedeu uma entrevista a Rádio T, relembrando um episódio de uma campanha eleitoral, quando ele esteve na cidade. Ele comentava que alguns municípios do Paraná não tinham registro de Covid-19, o que era o caso da cidade de Mato Rico, que até aquele dia não tinha confirmação da doença entre seus moradores. Ele comentava que o município tinha um baixo Índice de Desenvolvimento Humano e relatou um almoço em um salão paroquial inacabado, que foi servido por algumas pessoas que estavam sujas.

A nota emitida pela Amocentro (Associação dos Municípios do Centro do Paraná) aponta que os prefeitos sempre tiveram admiração pelo povo trabalhador de Mato Rico e lamentaram a fala infeliz e imprópria do ex-deputado, além de manifestar solidariedade ao prefeito Marcel Mendes e à população do município.

A Câmara de Vereadores e a Prefeitura de Mato Rico também emitiram uma moção de repúdio e protesto contra a colocação feita pelo parlamentar, que no programa fez referência a algumas pessoas que estavam no evento político como sujas e ranhentas.