Câmara dos Deputados deve iniciar análise de adiamento das eleições nessa quarta-feira

Imagem da notícia.

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse que ainda não está definido o adiamento da eleição municipal de 2020 para o dia 15 de novembro, conforme a proposta aprovada pelo senado Federal. Segundo a Agência Brasil, o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia disse que está trabalhando para que haja consenso para votar a matéria na quarta-feira, dia 1° de julho. “É importante que a Câmara tome a sua decisão. Estamos dialogando para construir o apoio necessário, até a unanimidade, para que a gente possa votar, mas ainda estamos longe disso. A nossa intenção é, com diálogo, chegar até quarta-feira (1º) a uma solução para esse problema”, disse durante coletiva ao lado do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, e do deputado federal Baleia Rossi (MDB-SP), depois de uma reunião reservada.

Ele disse também que caso os deputados não cheguem a um acordo sobre o adiamento, é possível que o STF (Supremo Tribunal Federal) tome para si essa decisão. No entanto, como ainda não existe uma definição sobre o adiamento da data, continua valendo o calendário eleitoral atual e, com isso, a partir de julho, algumas restrições já começam a valer, como por exemplo, o afastamento de pré-candidatos que apresentem programas no rádio e na televisão.

Comentários