Testes rápidos para Covid-19 são confiáveis

Devido à dúvida que está sendo gerada quanto aos exames realizados no Brasil e no mundo, para detecção da Covid 19, é importante observar a sensibilidade do teste a ser utilizado.

Sempre procure informações na bula do seu teste utilizado e pergunte pelo nome do fabricante. Verifique se a empresa possui boas práticas para produto para saúde - publicado pela Anvisa. Observe o local com informação - sensibilidade - na bula do produto e certifique-se do registro Anvisa.

No Brasil, são muitas marcas de testes utilizadas, e destes, alguns têm sensibilidade para o positivo (IgM) muito baixa, de 55% 60 % até 70 %. Muitos não são registrados pela Anvisa.

O Laboratório Lacil utiliza o teste da marca Realy Tech, que tem sensibilidade de 85,7% a 99 % para o positivo IgM, sendo considerado método gold em todos os países utilizados.

A empresa Realy Tech tem certificado aprovado e publicado pela Anvisa de boas práticas de fabricação de produto para Saúde, sob o número 80963610004.

A empresa Realy Tech possui aprovação FDA, e também tem sua aprovação em vários outros países.

A Vigilância Epidemiológica explica o que significam as expressões falso positivo e falso negativo dos testes rápidos aplicados no público em geral de todos os municípios do Brasil.

O que é um falso positivo?

O falso positivo acontece quando o teste “acredita” que outros vírus no corpo da pessoa são o sars-cov-2 (que é o nome do vírus que causa a doença covid-19).

Cada teste tem um grau diferente de especificidade (exatidão na identificação de QUAL vírus está no corpo da pessoa).

Os testes da marca - empresa Realy Tech têm especificidade de 85,7 % a 99% . No entanto, estes que estão “falsamente positivados” têm outros vírus da família coronavírus.

Até agora, existem 7 tipos de coronavírus humano (HCoV) que causam doenças respiratórias humanas: HCoV-229E, HCoV-OC43, SARS-CoV, HCoV-NL63, HCoV-HKU1, MERS-CoV e novos coronavírus (2019). Portanto, de qualquer forma, pacientes com falso positivo poderão receber recomendações do médico que os consultar para ficar em isolamento domiciliar/quarentena devido aos sintomas respiratórios.

O que é um falso negativo?

O falso negativo é quando o teste não consegue identificar o vírus no sangue da pessoa, pois há pouca quantidade de sars-cov-2 na corrente sanguínea do paciente, no momento do exame.

Cada teste tem um grau diferente de sensibilidade (que é QUANTIDADE mínima de vírus a partir da qual o teste é capaz de “enxergar” o sars-cov-2 no sangue).

No entanto, boa parte destes que estão sintomáticos e testam negativo recebem, mesmo assim, recomendação de isolamento e quarentena pelo médico, que faz a análise clínica (dos sintomas) na consulta.

Diagnóstico oficial

A explicação demonstra também que o Governo Federal considera que a definição de caso confirmado para Covid-19 pode ser atestada por meio de testes rápidos imunológicos, com resultado positivo para anticorpos IgM e/ou IgG, exatamente como os que estão sendo aplicados hoje em todos os municípios do território nacional.

Além disso, a análise clínica (dos sintomas) pelo médico na hora da consulta do paciente suspeito também tem peso importante no diagnóstico, visto que aqueles que apresentem sintomas respiratórios já têm, há meses, recomendação do Ministério da Saúde de permanecerem em isolamento/quarentena, independente de estarem ou não contaminados.

Reiteramos que os testes rápidos estão sendo utilizados em larga escala em muitos países do mundo, tendo sua aplicação para triagem e auxílio diagnóstico.

Imagem da notícia.

Comentários