Paraná recebe máscaras doadas por Taiwan

Governador Ratinho recebe diretor-superintendente do Escritório, Tsung-che Chang. Por: Aen-pr

Governador Ratinho recebe diretor-superintendente do Escritório, Tsung-che Chang

Fonte: Aen-pr

O Paraná recebeu 400 mil máscaras cirúrgicas do Escritório Econômico e Cultural de Taipei no Brasil, organização que representa os interesses de Taiwan no País. Elas serão distribuídas pela Secretaria de Estado da Saúde dentro da programação da entrega de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para unidades hospitalares e prefeituras. A entrega formal ocorreu nesta segunda-feira, dia 15 de junho, no Palácio Iguaçu, com a participação do governador Carlos Massa Ratinho Junior e do diretor-superintendente do Escritório, Tsung-che Chang.

“É um apoio muito importante para o povo paranaense. Conseguimos criar uma rede de solidariedade em torno da luta contra o novo coronavírus, com apoio dos outros poderes, de empresas e da sociedade global”, afirmou Ratinho Júnior. Ele complementou que o Paraná tem interesse em ampliar laços econômicos e principalmente o intercâmbio turístico com Taiwan, que coloca no mercado das viagens internacionais milhões de pessoas por ano.

A distribuição faz parte da campanha Taiwan Can Help, organizada por empresas privadas e pelo governo taiwanês para auxiliar países em todo o mundo no combate ao coronavírus. O Paraná foi o primeiro estado brasileiro a receber parte de uma produção diária, que já alcança 20 milhões de máscaras cirúrgicas por dia, para o mercado interno e externo. O Estado recebeu 300 mil máscaras via Invest Paraná e uma articulação do deputado federal Paulo Martins facilitou uma doação extraordinária de 100 mil.

A aproximação com Taiwan nasceu na Invest Paraná. A agência de fomento a investidores nacionais e estrangeiros e a Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) chegaram a fechar um roteiro de visita de 14 empresários paranaenses ao tigre asiático antes da pandemia, mas a viagem foi postergada. Os contatos, contudo, permaneceram.

“Chang foi uma das primeiras pessoas que visitei na criação da Invest Paraná e estabelecemos uma relação com Taiwan desde então. Eles ofereceram as máscaras e acertamos esse termo de cooperação. Todos os equipamentos vão para a Secretaria da Saúde, que vai fazer a distribuição”, disse Eduardo Bekin, diretor-presidente da Invest Paraná.

A comunidade taiwanesa em Curitiba reúne em torno de mil pessoas e em Foz do Iguaçu cerca de três mil pessoas.

Taiwan teve apenas 443 casos da doença, com sete óbitos, e é referência no combate à Covid-19, mesmo diante da proximidade com a China. A estratégia envolveu monitoramento de viajantes internacionais, posterior bloqueio de acesso, quarentena rigorosa, investigação dos contatos dos infectados e campanhas de orientação da população.

“Depois que Taiwan conseguiu controlar a situação do coronavírus, começamos a pensar em ajudar o mundo. Já entregamos 50 milhões de máscaras cirúrgicas para vários países e, hoje, fizemos essa entrega das máscaras ao Paraná, num primeiro ato no Brasil. Todo esse trabalho precisa de diálogo e negociação, e fechamos um acordo de cooperação em 30 minutos. Isso me impressionou muito, porque com rapidez e eficácia teremos muito trabalho juntos”, disse Tsung-che Chang.

Comentários