Prefeitura de Ivaiporã discute volta de atividades esportivas e transporte coletivo

Reunião na prefeitura de Ivaiporã discute transporte coletivo e atividades esportivas

Reunião na prefeitura de Ivaiporã discute transporte coletivo e atividades esportivas

A Prefeitura de Ivaiporã analisou o retorno das áreas como esporte, transporte coletivo e saunas, que estavam suspensas em função da pandemia do coronavírus (Covid-19).

A pauta foi debatida, na sexta-feira, dia 29 de maio, entre o prefeito Miguel Amaral; diretor do Departamento Municipal de Saúde, Claudeney Martins; membro do Centro de Operações de Emergência do Covid-19, farmacêutico bioquímico da Vigilância Epidemiológica de Ivaiporã, Fabiano Ricardo da Silva; promotor de Justiça, Cleverson Tozatte; presidente da Câmara de Vereadores, Eder Bueno; vice-prefeito Ilson Gagliano; diretores municipais; Jurídico e a presidente da Acisi (Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Ivaiporã), Danubia Palma.

Na ocasião, ficou acordado que serão criados critérios para o retorno da circulação do transporte coletivo gratuito – priorizando os passageiros que realmente necessitam se deslocar a trabalho. A princípio, o transporte coletivo gratuito voltará a circular em aproximadamente em 15 dias. A medida foi tomada visando transportar o menor número de passageiros, sem aglomeração no transporte público.

Danubia Palma explicou que a Acisi e o Campus do IFPR de Ivaiporã analisam a criação de uma carteira gerada por aplicativo, que permitirá a identificação do trabalhador. A carteira deverá ser apresentada aos motoristas do transporte coletivo gratuito, que circulará com fiscais.

Esporte

De acordo com o Decreto 13.206/2020 fica liberada a realização de atividades esportivas coletivas recreativas em campos de futebol e demais complexos desportivos. No entanto, os participantes deverão utilizar máscaras de proteção respiratória individual e higienizar as mãos previamente com álcool em gel ao entrar e ao sair das canchas, campos ou quadras.

No que se refere às saunas e piscinas poderão funcionar – desde que observadas as medidas previstas que serão reavaliadas no dia 19 de junho, às 14h00.

Consoante deliberado na reunião, fica estabelecido que, em caso de reavaliação negativa com o consequente retorno das restrições às práticas esportivas, não afetarão as atividades comerciais, industriais e prestadoras de serviços – salvo motivo de força maior.

A prática de esportes coletivos de cunho recreativo foi liberada levando em consideração as observações do diretor do Departamento Municipal de Saúde, Claudeney Martins, que a estrutura de atendimento não está comprometida.

“A expectativa é que não surja o crescimento da curva dos casos de Covid-19. Mas a prática de esportes e os demais segmentos da sociedade devem seguir as orientações de higienização. No final de 21 dias, voltaremos a avaliar com o prefeito Miguel Amaral e com as equipes de saúde as regras de flexibilização”, informou Cleverson Tozatte.

Comentários