Deve-se usar vírgula com “e”? Sim ou não.

A conjunção e é uma das partículas mais utilizadas no nosso idioma. Como tal, ela pode ser encontrada em várias situações: com vírgula antes ou depois e, mais frequentemente, sem vírgula. Tudo depende do caso. Nessa semana, veremos dois deles.

1. NÃO se usa vírgula junto com a conjunção E quando ela coordena ou liga os elementos de uma enumeração (indicação de coisas uma por uma), que pode ser formada por substantivos, pronomes, adjetivos, orações etc. O e justamente substitui a vírgula diante do último elemento da enumeração:

Fico satisfeito em ver matéria tão clara, objetiva, concisa, correta e informativa.

O rabino não acredita que possa haver paz entre israelenses e palestinos.

Ele e ela estão casados há dez meses.

Produtos inovadores reduzem o colesterol, controlam a pressão arterial e tratam a depressão, entre outros efeitos.

Ele era extremamente criativo e original, com seu estilo próprio e sua notável capacidade de interpretação e de crítica.

2. APARECE necessariamente uma vírgula antes ou depois da conjunção e na enumeração quando ali se coloca alguma intercalação. Neste caso, a vírgula não tem relação direta com o e – ela está lá para fechar ou abrir o encaixe apenas.

Abaixo, veremos a enumeração (ou soma) sem a intercalação e com ela:

1.a O estado do Paraná e a PUC firmaram convênio com vistas a formar pessoal.

1.b O estado do Paraná, através da Secretaria de Educação, e a PUC firmaram convênio com vistas a formar pessoal.

2.a Proceder de acordo com os arts. 2º e 12 da Lei 2.309/87.

2.b Proceder de acordo com os arts. 2º, § 1º, e 12 da Lei 2.309/87.

3.a João Silva e sua mulher, Nair Silva, brasileira, professora, requerem...

3.b João Silva, brasileiro, comerciante, residente na Rua X, e sua mulher, Nair Silva, brasileira, professora, requerem...

4.a Só beberam água e um cafezinho.

4.b Só beberam água, que faz tanto bem à saúde, e, ao final da festa, um cafezinho.

5.a Ele foi conselheiro de Segurança Nacional de George Bush e é tido como porta-voz informal do velho presidente.

5.b Ele foi conselheiro de Segurança Nacional de George Bush, pai, e é tido como porta-voz informal do velho presidente.

6.a Dividiu o bolo em fatias e distribuiu-as rapidamente.

6.b Dividiu o bolo em fatias e, pela pressa das crianças, distribuiu-as rapidamente.

O conteúdo continua na próxima edição.

Até a semana que vem.

Comentários