Radar diminui ocorrência de acidentes próximos a Lunardelli

Radar na curva do Pica-pau reduziu número de acidentes

Radar na curva do Pica-pau reduziu número de acidentes

Apesar de muitas pessoas não gostarem, principalmente, por medo de multa, o fato é que o radar instalado na rodovia_PR 082, no KM 129, próximo à comunidade de Pouso Alegre, na divisa entre Jardim Alegre e Lunardelli, zerou o número de acidentes no local. Instalado desde abril de 2018, na chamada Curva do Pica-pau, o equipamento fez com que o número de acidentes naquele local caísse a praticamente zero, em dois anos.

Segundo o comandante do posto da Polícia Estadual Rodoviária de Porto Ubá, cabo Alessandro Belonci, apenas um tombamento de motocicleta foi registrado no local desde a instalação do radar. Antes, era comum a ocorrência de inúmeros acidentes graves na curva, inclusive com mortos e feridos. “Essa é uma curva bem acentuada e os acidentes nesse local ocorriam, principalmente, com caminhões de carga e veículos articulados que seguiam no sentido de Lunardelli; como a curva é à direita, os veículos tombavam sobre a pista e atingiam outros carros que seguiam no sentido contrário ou causavam a interdição do local”, relembra o patrulheiro rodoviário. Ele relata, inclusive, uma ocorrência com um tanque de combustível que caiu sobre a pista, causando incêndio, com feridos e óbito.

Ele lembra que a referida rodovia tem uma velocidade máxima permitida de 80 km/h, já que se trata de um trecho de pista simples, sem acostamento. Na referida curva, a velocidade é de 60 km/h, cujo limite, muitas vezes, não é respeitado pelos motoristas. “As pessoas não são conscientes e, por isso, é necessária a instalação desse tipo de equipamento, que não tem o objetivo de emitir multa, mas sim de preservar e salvar vidas”, ressalta.

Outro local perigoso da área de jurisdição do posto da Polícia Rodoviária de Porto Ubá é a chamada curva do Sabino, na divisa entre Novo Itacolomi e Borrazópolis, que tem uma curva à esquerda após um longo declive; eram comuns acidentes envolvendo caminhões. Desde que foi instalado o radar no local, poucos acidentes foram registrados. “Seria bom se não precisasse, mas vemos que, em alguns pontos, é importante o radar. Fizemos um trabalho com radar móvel no trevo de acesso à Placa Luar e houve uma redução no número de acidentes no local, por isso, acredito que esse trabalho é fundamental para poupar vidas”, disse cabo Belonci.

Ele lembra que na extensão da rodovia PR-466 e PR-237, entre Furnas e Mauá da Serra, há vários trevos de acesso, mas os mais perigosos, certamente, são da Placa Luar, acesso principal de Jardim Alegre, acesso principal e secundário de Ivaiporã, que precisam de uma atenção maior por parte dos motoristas. “Nossa orientação é que o motorista reduza a velocidade ao se aproximar de um trevo e perceber um veículo fazendo manobra, pois pode ser surpreendido e uma colisão transversal, geralmente, causa danos graves com ferimentos e até mortes”, finaliza.

Comentários