Prefeitura de Ivaiporã iniciará 3ª fase de vacinação contra gripe Influenza no dia 11 de maio

Crianças são alvo da nova etapa de campanha de vacinação

Crianças são alvo da nova etapa de campanha de vacinação

No dia 11 de maio, a Prefeitura de Ivaiporã iniciará a 3ª fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, por meio do Departamento Municipal de Saúde/Vigilância Epidemiológica, cumprindo o calendário estabelecido pelo Ministério da Saúde.

O diretor do Departamento Municipal de Saúde, Claudeney Martins, e a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Nilza Fernandes, explicaram que o Ministério da Saúde divulgou as mudanças no calendário da vacinação contra a gripe Influenza, suspendeu o Dia D de Vacinação e dividiu a 3ª fase em 2 etapas com o objetivo de evitar aglomeração e propagação do coronavírus (Covid-19).

Entre os dias 11 e 15 de maio serão vacinadas crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com deficiência, gestantes e mães no pós-parto. A vacinação será aplicada de segunda a sexta-feira, no Centro de Saúde de Ivaiporã e nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos distritos do Alto Porã e Santa Bárbara.

A vacinação para professores de escolas públicas e privadas, bem como adultos entre 55 e 59 anos, será aplicada entre os dias 18 de maio e 5 de junho.

Segundo o Ministério da Saúde, os Estados e municípios recebem semanalmente as doses de vacina de forma escalonada de acordo com a produção do Instituto Butantan.

Influenza

É uma infecção viral aguda do sistema respiratório altamente transmissível. Os sintomas são febre alta, dores musculares, dor de cabeça e dor de garganta. Se não for tratada pode provocar complicações, evoluir para pneumonia e provocar a morte. A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias ao falar, tossir ou no contato pelas mãos.

Sintomas

Os sintomas da gripe são febre alta – acima de 38ºC (com início repentino), tosse persistente, inflamação na garganta, sensação de cansaço, calafrios, dores musculares intensas e principalmente dificuldade para respirar. A partir desses sintomas, o quadro pode evoluir rapidamente para uma pneumonia ou outras infecções.

“A vacina contra Influenza não protege contra o coronavírus (Covid-19). Mas os sintomas das duas doenças são semelhantes. Por isso, a imunização facilita o diagnóstico e tratamento de pacientes”, explicou Nilza Fernandes.

Comentários