UEM realiza ações contra coronavírus

A Universidade Estadual de Maringá (UEM) tem realizado ações de enfrentamento à pandemia do coronavírus (Covid-19), por meio da Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PEC) e pela Diretoria de Extensão (DEX).

No dia 13 de março foi criado o Comitê de Controle a Propagação do Coronavírus, no intuito de deixar o Hospital Universitário preparado para receber pacientes em 108 leitos, espaço adequado com recursos da própria universidade e trabalho dos servidores. O laboratório de ensino está com estrutura montada e aguarda credenciamento junto ao Lacen Paraná para dar suporte e fazer 4 mil testes do coronavírus.

A UEM também tem atuado na produção de artigos com instruções de como ir ao supermercado, uso de máscaras, com informações técnicas baseadas em artigos científicos do “Grupo de Estudos de Evidências Científicas em COVID-19”, voltado para a comunidade interna e externa da universidade.

Além disso, os atendimentos do Numap (mulheres vítimas de violência doméstica) e do Núcleo de Estudos de Defesa da Criança e do Adolescente continuam acontecendo online; acadêmicos de medicina e enfermagem atendem via call center tirando dúvidas sobre a pandemia, e a universidade disponibiliza ainda cursos de inglês online para a comunidade acadêmica.

Em Ivaiporã, o Campus Regional do Vale do Ivaí foi contemplado em uma chamada pública da Fundação Araucária, em parceria com a Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior do Paraná (Seti) e com a Secretaria da Saúde do Paraná (Sesa). Trata-se de um conjunto de ações de extensão a serem desenvolvidas com as regionais de saúde das regiões (15ª de Maringá, 12ª de Umuarama, 13ª de Cianorte e 22ª de Ivaiporã), onde Ivaiporã tem direito a contratação de 2 médicos e 8 enfermeiros, que receberão bolsas para auxiliar nas informações a respeito do coronavírus no Vale do Ivaí. “Por ser uma instituição pública e com caráter científico, a UEM tem a responsabilidade de divulgar informações técnicas e científicas a respeito do coronavírus”, esclareceu a diretora do Campus Regional do Vale do Ivaí, Fernanda Errero Porto.

Comentários