Ivaiporã decreta estado de calamidade pública

A partir dessa quinta-feira, a barreira sanitária será reforçada em Ivaiporã

A partir dessa quinta-feira, a barreira sanitária será reforçada em Ivaiporã

A Prefeitura de Ivaiporã publicou decreto declarando estado de calamidade pública no município, em função da pandemia causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), causador da Covid-19. Segundo o prefeito Miguel Amaral, esta medida se faz necessária pela tomada de ações emergenciais para conter a pandemia e também em função dos problemas que isso deve gerar nas finanças públicas e no cumprimento das metas fiscais do exercício e de arrecadação, que poderão ficar seriamente comprometidas neste ano.

O decreto também foi encaminhado para ser aprovado pela Assembleia Legislativa do Paraná, para que possa entrar em vigor. O departamento jurídico da prefeitura informou que o decreto de situação de emergência é focado na área de saúde e em ações que possam conter a pandemia. Já o decreto de calamidade pública permite ao município avançar também em ações para minimizar os efeitos na área econômica, fiscal e orçamentária.

Cruzmaltina e Nova Tebas são alguns dos 40 municípios que já tiveram a medida aprovada pela Assembleia Legislativa do Paraná, com validade até o dia 31 de dezembro de 2020.

O presidente da Assembleia Legislativa, Ademir Traiano, ressalta que a medida é necessária para que os prefeitos possam ter tranquilidade para enfrentar um ano que será muito difícil para as prefeituras, sendo que todos terão dificuldade para cumprir as metas fiscais.

Ponto facultativo

Também como medida para evitar a propagação do coronavírus, a Prefeitura de Ivaiporã decretou ponto facultativo nas repartições públicas municipais nessa quinta-feira, dia 9 de abril. A medida não inclui os serviços essenciais, como o trabalho do Departamento Municipal de Saúde e do Departamento Municipal de Assistência Social, que estão trabalhando no atendimento das demandas da população em função da pandemia da Covid-19.

Comércio

A Acisi (Associação Comercial Industrial e Serviços de Ivaiporã) informou na tarde dessa quarta-feira, dia 8 de abril, que o comércio de Ivaiporã continuará aberto e nesse sábado, dia 11 de março, funcionará das 9h00 às 17h00. A entidade, no entanto, reforça a necessidade da população e dos empresários tomarem os cuidados para evitar a proliferação do coronavírus, com o a higienização das mãos, uso de álcool gel e, se possível, de máscaras de proteção individual, mesmo as caseiras, além de evitar aglomerações.

Barreira sanitária

O prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, anunciou que, nesse final de semana, haverá um reforço mais rigoroso nas barreiras sanitárias instaladas na entrada principal da cidade. O objetivo é um controle maior das pessoas que acessam o município e desestimular pessoas que vêm de outras cidades para visitar os parentes durante o feriado de Páscoa. Durante o período haverá policiais militares e bombeiros dando suporte na barreira.

O prefeito apela para que as pessoas que tenham parentes na cidade não venham visitar, nesse momento, e permaneçam em suas casas. “Sejam conscientes, o Coronavírus destrói sonhos, mata o futuro das pessoas que amamos e até de desconhecidas”, afirmou em uma mensagem distribuída nas redes sociais.

O comandante da 6ª Companhia Independente da Polícia Militar, major Élio Boing, confirmou que manterá uma viatura dando suporte aos servidores da prefeitura, que ficarão durante o final de semana na barreira, e que as pessoas devem obedecer à solicitação de parada, que é uma ordem legal do servidor público. Aqueles que desrespeitarem a barreira podem ser responsabilizados pelo crime de desobediência ou desacatado ao servidor público. “É obrigatório que as pessoas acatem e se submetam ao procedimento que é feito na barreira”, reforça o comandante da Polícia Militar.

Comentários