Professor da UEM de Ivaiporã desenvolve trabalho de doutorado

Ricardo Carminato apresenta benefícios da atividade física para fumantes. Por: Divulgação

Ricardo Carminato apresenta benefícios da atividade física para fumantes

Fonte: Divulgação

O professor do campus Regional Vale do Ivaí da Universidade Estadual de Maringá (UEM), Ricardo Alexandre Carminato, apresentou trabalho de Doutorado, Exercício é remédio no Câncer de Pulmão, material desenvolvido na disciplina de Tópicos Especiais II: Fundamentos da avaliação e prescrição de exercícios físicos para populações especiais, no programa de pós-graduação em educação física associada UEL/UEM, 2020.

Conforme o docente, o trabalho de doutorado voltado para populações especiais com doenças aborda possibilidades de exercícios para quem tem câncer de pulmão, cujo principal causa é o tabagismo. “O câncer de pulmão é um dos mais frequentes na população e o trabalho é uma orientação de atividade física para quem tem a doença”, destacou Ricardo Carminato.

Carminato lembrou que o exercício físico é um remédio para o câncer de pulmão e que os benefícios da atividade física para o fumante são a redução da fadiga e do cansaço, aumento da aptidão cardiorrespiratória e melhora da autoestima e da qualidade de vida.

O professor recomenda a prática de caminhadas ou ciclismo, atividades de musculação para os músculos do peito, abdômen e costas, alongamentos para membros superiores, fazer exercícios de duas a três vezes por semana, fazer de 20 a 50 minutos de treino, e sempre que possível, procure orientação de um profissional de educação física. No entanto, ele alertou que a atividade física é contra indicada para quem tiver histórico de hipoxemia, estiver com falta de ar (dispineia) e não tiver liberação médica.

Trabalho mostra que exercício é remédio para o câncer de pulmão

Trabalho mostra que exercício é remédio para o câncer de pulmão

Comentários