Polícia Civil ouve suspeito de homicídio no distrito de Jacutinga

Diolizia Oliveira foi morta na manhã desse sábado no distrito de Jacutinga

Diolizia Oliveira foi morta na manhã desse sábado no distrito de Jacutinga

O delegado de Polícia Civil de Ivaiporã, Aldair da Silva Oliveira, concluiu na tarde desse sábado, dia 4 de abril, a oitiva do depoimento de Valdomiro Raimundo de Oliveira, 31 anos, apontado como autor do homicídio da própria mãe, Diolizia Raimunda de Oliveira, 72 anos. O crime ocorreu por volta das 10h30 desse sábado, no distrito de Jacutinga, a 12 quilômetros do município de Ivaiporã. Segundo o delegado, durante o depoimento, o suspeito confessou o crime, mas não forneceu mais detalhes sobre a motivação ou como ocorreu o assassinato. A Polícia Civil apurou que Valdomiro Oliveira tomava remédio controlado e seria usuário de drogas. A mulher foi espancada em um cafezal, com fortes golpes na cabeça.

No entanto, durante boa parte do depoimento, Raimundo Oliveira não conseguiu dizer frases consistentes e, por várias vezes, fez referência a palavras desconexas e sem sentido para as perguntas que foram formuladas pelo delegado e equipe que acompanhava o interrogatório. O delegado disse que nunca tinha visto algo semelhante em sua carreira. A Polícia Civil também apura a informação que o acusado já tenha agredido uma tia.

Aldair Oliveira relata que tem 10 dias para concluir o inquérito e encaminhar à Justiça, mas que pretende ouvir mais uma vez o suspeito, para tentar chegar à conclusão sobre a motivação do crime. Populares informaram à reportagem do jornal Paraná Centro, que a mulher teria saído de casa correndo, com uma bolsa, e o filho teria saído correndo atrás dela; quando chegou em uma plantação de café, ele acertou uma pancada na mãe e, mesmo se apossando do objeto, ele teria dado mais golpes na cabeça dela. Ainda segundo o relato, após matar a mãe, o suspeito teria pego um facão e ameaçado outras pessoas. Ele foi contido por populares até a chegada dos policiais.

Aldair da Silva Oliveira

Aldair da Silva Oliveira

Comentários