Número de casos em investigação em Ivaiporã para Covid-19 chega a 16

Imagem da notícia.

O secretário municipal de Saúde de Ivaiporã, Claudenei Martins, explicou na manhã desta quinta-feira, dia 26 de março, o aumento do número de casos em investigação da Covid-19. Até a semana passada, eram apenas 2 casos suspeitos e, nessa quinta-feira, dia, 26 de março, já eram contabilizadas 16 pessoas em investigação.

Ele informa que a secretaria municipal está seguindo as recomendações do Ministério da Saúde e mudou a sistemática para a contabilização dos casos. Como a epidemia já é considerada de circulação comunitária e não tem como rastrear a origem do vírus, todas as pessoas que apresentam sintomatologia, como febre e mais um sintoma como dor de garganta, corisa ou tosse, entre outros, já é considerado um caso em investigação para a Covid-19. “Ao sermos informados sobre o caso, ele é inserido na plataforma da Secretaria Estadual de Saúde e já entra das estatísticas oficiais”, comenta o secretário.

Ele informa que nenhuma das pessoas em investigação está internada e todas receberam a recomendação para o isolamento social por, pelo menos, sete dias. A partir da próxima semana, a expectativa é que o Brasil comece a distribuir os testes rápidos e as pessoas que estão em investigação passarão por esses testes, que apresentam o resultado em cerca de 15 minutos. Caso seja negativo, esses casos serão descartados para a doença. Os que confirmarem, receberão mais recomendações e o tempo de isolamento será aumentado.

Martins ressalta que, por esse motivo, é fundamental que essas pessoas evitem circular pela cidade e, por isso, nesse momento, a medida mais recomendada é que o comércio permaneça fechado e reforce as proteções nas entradas e saídas do município. Nessa sexta-feira, dia 27 de março, haverá uma reunião na prefeitura entre o poder público, representantes da Acisi e de outros órgãos, para avaliar a primeira semana de quarentena no município. O decreto municipal que determinou o fechamento do comércio continua em vigor.

Martins frisa que, caso as pessoas sintam algum dos sintomas, como febre, dor da garganta ou tosse, devem entrar em contato com a Secretaria de Saúde ou procurar uma Unidade Básica de Saúde e evitar ir até o Hospital Municipal de Ivaiporã.

Em todo o Paraná, são 106 casos positivos, nove a mais do que ontem (25 de março). Os novos casos confirmados estão em Curitiba (6), Pato Branco, Maringá e Rio Negro.

Comentários