Supermercados limitam entrada de clientes por conta da Covid-19 em Ivaiporã

Filas do lado de fora têm objetivo de evitar aglomeração de pessoas nos supermercados. Por: Antonello Nadal

Filas do lado de fora têm objetivo de evitar aglomeração de pessoas nos supermercados

Fonte: Antonello Nadal

Supermercados de Ivaiporã estão limitando a entrada de clientes em suas lojas para evitar aglomerações. Os estabelecimentos estão trabalhando com a entrada de 30 pessoas por vez na loja, conforme prevê decreto municipal, enquanto os demais clientes têm que esperar do lado de fora, aguardando sua vez para entrar.

Com a determinação, clientes formam filas do lado de fora respeitando a distância mínima de 1,5 metros. “O jeito é esperar na fila para evitar aglomeração em local fechado, mas cada um fazendo sua parte o vírus vai embora”, opinou o lavrador Juraci Borges dos Santos, de Lunardelli.

A iniciativa tem o objetivo de reduzir a quantidade de pessoas circulando simultaneamente no interior das lojas e também proteger clientes e funcionários. Outra medida adotada pelas redes de supermercados para evitar a circulação do vírus Covid-19 é fornecer álcool gel na entrada dos estabelecimentos para que os clientes façam a higienização das mãos, bem como feita higienização dos objetos dentro dos supermercados.

Estas e outras medidas de emergência de saúde pública vão ao encontro de ações internacionais realizadas para enfrentar a rápida propagação do novo coronavírus.

O gerente do Paraná Supermercados, Marcos Belli, tranquilizou a população quanto ao abastecimento de produtos, apesar da grande procura dos últimos dias, e ressaltou que a loja está recebendo mercadorias diariamente, portanto o abastecimento segue normal. “Estamos limitando 30 pessoas por vez e orientamos que os clientes que estejam aguardando na fila obedeçam à distância de 1 metro a 1,5 um do outro, medidas tomadas para segurança de clientes e funcionários. Mas é importante frisar que, apesar de nos primeiros dias termos vendido acima do normal, não vai faltar alimentos e outros produtos”, afirmou.

Ele fez um apelo para que as pessoas se conscientizem e comprem somente o necessário. “Esse é momento de conscientização de que as pessoas comprem somente o que é realmente precisam, porque a carga e descarga de produtos é diária e está normal”, ressaltou, lembrando que produtos como leite e álcool gel estão com unidades limitadas por cliente.

Comentários