Vacinas esgotam no 1º dia da campanha nacional contra gripe em Ivaiporã

Nesta 1ª etapa, o público prioritário são idosos e trabalhadores da saúde. Por: Antonello Nadal

Nesta 1ª etapa, o público prioritário são idosos e trabalhadores da saúde

Fonte: Antonello Nadal

Começou na segunda-feira, 23 de março, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe Influenza, organizada pelo Ministério da Saúde, em parceria com os Departamentos Municipais de Saúde. A campanha segue até 23 de maio, será por fases e pretende alcançar cerca de 67,6 milhões de pessoas em todo o país. A meta do ministério é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses grupos.

O Ministério da Saúde antecipou o calendário da campanha, de abril para março, para proteger os públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. Os primeiros a tomarem a dose da vacina serão os idosos com 60 anos ou mais e trabalhadores da área da saúde.

A vacinação contra a Gripe Influenza não tem eficácia contra o coronavírus (Covid-19). No entanto, em virtude da pandemia da doença, a vacina poderá auxiliar os profissionais da saúde na exclusão de diagnóstico já que os sintomas são parecidos.

No Posto de Saúde Central de Ivaiporã, idosos mais debilitados ou com dificuldade de locomoção foram vacinados por meio do sistema drive thru, em que a pessoa não precisa sair do veículo. “Fizemos vacinação no drive thru, onde o idoso não precisa sair do veículo com o intuito de evitar aglomeração”, informou a enfermeira do Departamento Municipal de Saúde, Patrícia Caetano.

O aposentado João Mazon, 69 anos, fez questão de se imunizar no início da campanha. “Importante estar protegido porque se der outra gripe fica mais fácil de diagnosticar o coronavírus”, ressaltou o aposentado.

Conforme informação do Departamento Municipal de Saúde de Ivaiporã, tendo em vista a grande adesão, as 2 mil doses recebidas no primeiro fracionamento foram esgotadas logo no primeiro dia da campanha. A expectativa é receber o segundo fracionamento com mais 1.000 doses na quarta ou quinta-feira, 25 ou 26 de março.

Assim que houver a reposição das vacinas, a campanha segue no Posto de Saúde Central, de segunda a sexta-feira, das 08h30 às 16h00, bem como nas Unidades Básicas de Saúde São Luiz, Santa Bárbara e Alto Porã. O Dia D da campanha será realizado no dia 9 de maio. É necessário apresentar a Carteira de Vacinação ou documento de identificação.

A partir do dia 16 de abril, deverão ser vacinados os professores de escolas públicas e privadas, faculdades, profissionais das forças de segurança e salvamento, além de portadores de doenças crônicas. A última fase da campanha, que vai começar no dia 9 de maio, vai priorizar crianças de 6 meses a menores de 6 anos; pessoas com 55 anos ou mais, grávidas, mães com até 45 dias de pós-parto, população indígena e pessoas com deficiência.

A Diretoria de Atenção e Vigilância em Saúde informou que estão suspensas, até 16 de abril, a vacinação de crianças contempladas na rotina do Calendário Nacional de Vacinação. Recomenda-se aos pais e responsáveis que aguardem o prazo de suspensão para regularizar a caderneta da criança, devendo assim, que as unidades de saúde estabeleçam estratégias para atualização das cadernetas.

Equipe do Departamento de Saúde de Ivaiporã comenta grande adesão à campanha

Equipe do Departamento de Saúde de Ivaiporã comenta grande adesão à campanha

Comentários