Ivaiporã determina fechamento do comércio a partir de segunda-feira, dia 23

O prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, emitiu um novo decreto nessa sexta-feira, dia 23 de março, com outras medidas para tentar frear o avanço da Covid-19. Após reunião com representantes da Associação Comercial Industrial e Serviços (Acisi), a Prefeitura de Ivaiporã definiu pelo fechamento do comércio por 15 dias, com entrada em vigor a partir do dia 23 de março. A medida também se estende às indústrias, à exceção das que são produtoras de alimentos e que têm produtos perecíveis como matéria-prima e prestadores de serviço. Ao final da primeira semana, será feita uma nova avaliação com a presença de representantes da Secretaria de Saúde, do Ministério Público e da Associação Comercial Industrial e Serviços (ACISI) para avaliar o cenário nacional e se o decreto será revogado ou prorrogado.

Os bares, restaurantes e lanchonetes só poderão funcionar em sistema de delivery, não podendo ser abertos ao público. As empresas do comércio podem manter o atendimento online ou por telefone e executar a entrega direta ao consumidor, também por meio de serviço de delivery.

O decreto autoriza o funcionamento de clínicas, serviços de saúde de urgência, farmácias, laboratórios de análises clínicas, postos de combustível, distribuidoras de gás, serviços funerários, mercados, supermercados, padarias, açougues, quitandas e cartórios, mas todos com restrição de apenas 10 pessoas no interior. Os supermercados podem até no máximo 30 pessoas. Essas empresas também devem estabelecer critérios e impedir que os consumidores comprem em quantidade que caracterize a formação de estoque. Em caso de descumprimento, as multas podem girar entre R$ 500 a R$ 5 mil.

Comentários