Prefeitura de Ivaiporã decreta situação de emergência

Município decreta situação de emergência

Município decreta situação de emergência

O prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, decretou nessa quinta-feira, dia 19 de março, situação de emergência no município de Ivaiporã em razão do avanço da pandemia do Coronavírus no Brasil. A medida determina o fechamento das unidades da prefeitura para o atendimento ao público, à exceção daquelas que são consideradas essenciais à população, como os serviços de saúde. O atendimento será feito por telefone e cada secretaria irá adotar medidas para que o serviço não seja prejudicado, mas com rodízio de servidores e atendimentos presenciais, apenas em casos excepcionais.

Além das medidas já anunciadas no primeiro decreto, que foi publicado na quarta-feira, dia 18 de março, outras medidas estão sendo impostas pela prefeitura, como o fechamento por 30 dias, a partir dessa sexta-feira, dia 20 de março, de casas noturnas, tabacarias, boates e similares, academias de ginástica, casas de eventos, clubes, saunas, associações recreativas, áreas comuns, playgrouds, salões de festas, piscinas e academias em condomínios; restaurantes, bares, lanchonetes e pizzarias devem permanecer fechados a partir das 18h00. No entanto, esses estabelecimentos podem manter funcionando os serviços de entrega de comida. A prefeitura também determina que os restaurantes e bares limitem o número máximo de frequentadores a 30 pessoas.

Os demais estabelecimentos que se mantenham funcionando, também devem restringir a aglomeração de, no máximo, 30 pessoas, assim como os estabelecimentos religiosos e particulares. Já os bancos devem permitir o atendimento de, no máximo, 10 pessoas em suas dependências e adotar medidas de higiene e prevenção nos caixas eletrônicos.

Já a partir da segunda-feira, dia 23 de março, fica suspenso o transporte coletivo de Ivaiporã, por 30 dias. O prazo pode ser revisto conforme ocorrer o avanço da doença no Brasil.

Comentários