Paróquia Sant’Ana suspende atividades por 15 dias

Padre Gilson aconselha que pessoas fiquem em casa e sigam recomendações médicas. Por: Aldinei Andreis

Padre Gilson aconselha que pessoas fiquem em casa e sigam recomendações médicas

Fonte: Aldinei Andreis

O padre Gilson José Dembinski, pároco da Igreja Sant’Ana de Pitanga, determinou a suspensão por 15 dias das missas na paróquia e nas capelas, além da realização de catequeses, retiros e encontros. A decisão começou a valer nessa quinta-feira, dia 19 de março, e pode ser revista a qualquer momento. Ele informou também que tomou a decisão baseado nas orientações dos profissionais de saúde e de relatos de amigos que vivem na Europa, e que as medidas visam zelar da saúde da população de modo geral.

A Paróquia Sant’Ana está estudando uma forma de realizar as transmissões da missa e de manter o atendimento de assistência espiritual à comunidade. Ele pede à população que esteja alerta e tenha cuidado com as notícias falsas, que ajudam a semear o pânico, e que procure se informar através de meios de comunicações sérios. “Reprovamos também atitudes ingênuas de julgar o coronavírus como algo simples e que não merece cuidados e que as pessoas não devem tratar essa situação com descaso”, comenta. Ele também considera que todos devem agir com prudência e cautela, para que não haja pânico, e que a comunidade católica de Pitanga faça orações pelos enfermos, crianças e idosos e também pelos profissionais de saúde, que se dediquem aos cuidados com a população. “Minha postura se baseia numa leitura crítica do comportamento das pessoas perante a gripe espanhola, em 1918. Houve muito descaso na época, quando se iniciou a epidemia. Milhares de pessoas foram atingidas, principalmente, no Rio de Janeiro e São Paulo. Na época, acertou quem agiu com prudência. Por isso, julgamos que a prevenção sempre melhor remédio”, ressalta o padre Gilson Dembinski.

Comentários