Departamento Municipal e 22ª RS de Ivaiporã realizam reunião sobre dengue e coronavírus

Equipes do Departamento Municipal de Saúde e Regional de Saúde de Ivaiporã discutem ações contra dengue e coronavírus. Por: Antonello Nadal

Equipes do Departamento Municipal de Saúde e Regional de Saúde de Ivaiporã discutem ações contra dengue e coronavírus

Fonte: Antonello Nadal

O Departamento Municipal de Saúde e a 22ª Regional de Saúde de Ivaiporã realizaram uma reunião na sexta-feira, 13 de março, para discutir estratégias de combate à dengue e coronavírus, com a presença do diretor do Departamento Municipal de Saúde, Claudeney Martins; chefe da 22ª Regional de Saúde, Eleane Rother; chefe da Divisão de Vigilância em Saúde, Marcelle Mareze; e profissionais de saúde do município e da regional.

Em entrevista ao Paraná Centro, o diretor municipal de Saúde, Claudeney Martins, falou sobre os próximos passos no combate a dengue e o Plano de Contingência contra o Coronavírus.

Para seguir combatendo a epidemia de dengue, foram estabelecidas algumas estratégias como a contratação da Força Verde, um apoio operacional junto aos agentes comunitários de endemias do município, visando fortalecer o trabalho de remoção mecânica ou arrastão técnico nas residências. “Já foi liberada pelo prefeito Miguel Amaral a contratação dessa Força Verde, para dar continuidade ao arrastão técnico. Com a vinda do fumacê, que fez os cinco ciclos previstos, os números da dengue vêm sendo reduzidos em Ivaiporã, mas não podemos baixar a guarda, pois não eliminamos totalmente os mosquitos e os criadouros”, anunciou o diretor municipal de Saúde.

Ele reforçou que o apoio da população é muito importante no combate ao mosquito aedes aegypt. “É fundamental que as pessoas não deixem água parada nos quintais”, acrescentou.

Outra medida tomada pelo Departamento Municipal de Saúde é convocar os agentes comunitários de saúde para prestar apoio intensivo junto aos agentes de endemias, com intuito de remover possíveis criadouros de terrenos baldios.

Sobre o Coronavírus, Claudeney Martins disse que os cuidados com a higiene devem ser redobrados, principalmente no interior do Estado, onde o novo vírus já tem vários casos suspeitos, inclusive em Ivaiporã, onde a suspeita foi descartada após o exame ter sido enviado ao Laboratório Central do Estado (Lacen-PR), em Curitiba.

A princípio, a recomendação da Secretaria Estadual de Saúde (SESA) é evitar aglomerações, abrir as janelas se for utilizar transporte público, lavar constantemente as mãos, evitar cumprimentos com as mãos e abraços. “Outra coisa importante é que em caso de sintomas como febre, tosse ou dificuldade para respirar, a população deve procurar a Unidade Básica de Saúde mais próxima de casa, com equipe preparada ou ligar para o telefone 136 onde será orientada”, finalizou o diretor do Departamento de Saúde de Ivaiporã.

Comentários