Produtores da região de Ivaiporã recebem sobras da Coamo

Cooperados aguardam para receber sobras na unidade de Ivaiporã

Cooperados aguardam para receber sobras na unidade de Ivaiporã

A unidade da Coamo de Ivaiporã esteve movimentada durante toda a terça-feira, 11 de fevereiro, com os cooperados recebendo as sobras referente ao exercício financeiro de 2019. Em toda a área de atuação da Coamo, serão distribuídos R$ 361 milhões em sobras e boa parte desse montante será distribuído entre os cooperados de Ivaiporã e região, que ajudará a movimentar o comércio das cidades de Ivaiporã e do entorno.

Paulo Adriano de Souza é cooperado há 7 anos e, para ele, um dos motivos que fez com que ele se tornasse associado da cooperativa é justamente o recebimento das sobras, que chega em uma hora importante e é um recurso considerável. Produtor rural em Ivaiporã, Ariranha do Ivaí e Pitanga, ele ressalta que já espera por esse recurso no começo do ano e sabe que, quanto mais movimenta com a cooperativa, mais sobra o produtor tem direito. Para os recursos desse ano, ele pretende quitar algumas contas e depois decidir o que fazer com o restante, mas, em anos anteriores, ele já realizou viagens com a família e comprou carro.

Paulo de Souza é cooperado há 7 anos

Paulo de Souza é cooperado há 7 anos

Edgar Marcelino, produtor em Alto Porã, distrito de Ivaiporã, comenta que já tem uma destinação para parte das sobras, que é o pagamento de um televisor, adquirido recentemente. “Sempre falo com a esposa que, a cada ano, temos que comprar algo, seja uma TV ou geladeira e, com isso, conseguimos movimentar o comércio da cidade”, cita. Cooperado desde 1987, ele destaca que essa ação da Coamo desperta um sentimento bom no produtor e fortalece a confiança na empresa. “Sabemos que existe essa segurança e, com isso, continuamos firmes com a Coamo”, ressalta.

O gerente da Coamo de Ivaiporã, Domingos Carlos Fontana, destaca que trabalha na cooperativa há 28 anos e que o dia de pagamento das sobras é uma alegria, não apenas para os cooperados, mas para todos que trabalham na empresa. “Esse é benefício que não atende apenas o cooperado, mas vai para o comércio e movimenta toda a economia da cidade”, ressalta. Ele destaca que apenas o que será distribuído em Ivaiporã representa um volume de recurso maior do que o faturamento de muitas empresas em um ano. “Certamente, esse valor vai ajudar no desenvolvimento da região; são recursos que em outras empresas não voltariam para o cooperado. Esse é um dia que nos sentimos muito felizes”, finaliza Domingos Fontana.

Edgar Marcelino e Domingos Fontana conversam sobre o resultado da cooperativa

Edgar Marcelino e Domingos Fontana conversam sobre o resultado da cooperativa

Comentários