Linguagem verbal e a Linguagem escrita

Imagem da notícia.

Há duas semanas, vimos escrevendo sobre a diferença entre a Linguagem verbal e a Linguagem escrita devido à importância das pessoas entenderem que a língua é como uma roupa, ou seja, você a usa de acordo com a ocasião. Nesta semana, daremos ênfase à fala.

Fala

É a utilização oral da língua pelo indivíduo. É um ato individual, pois cada indivíduo, para a manifestação da fala, pode escolher os elementos da língua que lhe convém, conforme seu gosto e sua necessidade, de acordo com a situação, o contexto, sua personalidade, o ambiente sociocultural em que vive, entre outros fatores.

Desse modo, dentro da unidade da língua, há uma grande diversificação nos mais variados níveis da fala .

Cada indivíduo, além de conhecer o que fala, conhece também o que os outros falam; é por isso que somos capazes de dialogar com pessoas dos mais variados graus de cultura.

Níveis da fala

Devido ao caráter individual da fala, é possível observar alguns níveis:

Nível coloquial-popular: é a fala que a maioria das pessoas utiliza no seu dia a dia, principalmente em situações informais. Esse nível da fala é mais espontâneo, ao utiizá-lo, não nos preocupamos em saber se falamos de acordo ou não com as regras formais estabelecidas pela língua.

Nível formal-culto: é o nível da fala normalmente utilizado pelas pessoas em situações formais. Caracteriza-se por um cuidado maior com o vocabulário e pela obediência às regras gramaticais estabelecidas pela Língua.

A complexidade da Língua, no entanto, é uma das grandes responsáveis pelo fato das pessoas não conseguirem expressar-se de acordo com a norma padrão. Ainda há outros fatores como o baixo nível da qualidade da educação no Brasil, a falta do hábito de leitura, do hábito da escrita, a questão da maioria dos professores de outros disciplinas não corrigirem os erros de gramática dos alunos em atividades avaliativas, e outros pontos relevantes conhecidos por todos.

Uma ótima semana!

Comentários