Jardim Alegre empossa nova composição do Conselho Tutelar

Autoridades municipais posam para foto com novo Conselho Tutelar de Jardim Alegre

Autoridades municipais posam para foto com novo Conselho Tutelar de Jardim Alegre

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente, o Departamento Municipal de Assistência Social e a Prefeitura de Jardim Alegre empossaram na sexta-feira, 10 de janeiro, a nova composição do Conselho Tutelar do município. A solenidade foi realizada na sede do Cras (Centro de Referência da Assistência Social) e contou com a presença do prefeito José Roberto Furlan; da diretora municipal de Assistência Social, Sônia Santana; e representantes do Conselho dos Direitos da Criança e Adolescente, a presidente Kelen Denise Gusmão Leal e a assistente social Regiane Martins de Oliveira André.

Foram empossados os conselheiros tutelares mais votados na eleição, que ocorreu no dia 6 de outubro: Roselaine Nunes da Silva, Jeniffer Alves Fonseca da Silva, Uilian Cristiano Pires, Briza Carla Rossi e Ana Maria Rauta Mazieiro. Após a posse, os conselheiros se reuniram e definiram Roselaine Silva como presidente e Ana Maria Mazieiro como secretária.

Durante a posse, o prefeito José Roberto Furlan comentou que a prefeitura é parceira dos conselheiros tutelares e destacou que eles são pessoas que têm o objetivo de fazer valer o direito das crianças e adolescentes e precisam ficar atentos ao cumprimento da lei. “Essa é uma nova missão para o ano que está vindo e vocês têm o dever de fazer valer os direitos das crianças e adolescente e precisam estar sempre atentos às normas e trabalhar com muita ética”, disse Roberto Furlan.

A assistente social Regiane André comenta que o Conselho Municipal e o Departamento de Assistência Social irão ajudar o Conselho Tutelar nas ações que forem realizadas, servindo como suporte, e pediu que eles façam sempre o melhor para a população. “Aproveitem esse apoio que vocês estão recebendo, que é muito importante”, ressalta.

A diretora municipal de Assistência Social, Sônia Maria de Santana, espera que os conselheiros tutelares façam um bom trabalho e atuem com ética e profissionalismo e que, de fato, defendam o direito das crianças e adolescentes, atuando principalmente na prevenção, com campanhas educativas e observando o que determina o Estatuto da Criança e Adolescente (ECA).

Ela também ressalta que, desde o mês de novembro, os conselheiros vêm participando de capacitações e isso tem possibilitado que eles desenvolvam a atividade conhecendo o que determina a legislação.

Sônia também frisa que a prefeitura e a assistência social estão empenhadas em conseguir um local adequado para o funcionamento do órgão, e que isso deve ser resolvido em breve, já que atualmente os conselheiros ocupam uma sala no Centro Cultural do município.

Comentários