Condomínio de apartamentos populares é lançado pela Prefeitura de Ivaiporã

Empreendimento terá evento de vendas nos dias 25 e 26 de janeiro

Empreendimento terá evento de vendas nos dias 25 e 26 de janeiro

A Prefeitura de Ivaiporã e a Construtora Szymanski & Favero lançaram na manhã da quinta-feira, dia 19 de dezembro, o empreendimento Recanto dos Pássaros. O condomínio será construído em um terreno localizado nos fundos do Centro da Juventude, na Vila Nova Porã, e em sua primeira etapa será composto por 112 apartamentos, divididos em 4 torres. Cada unidade contará com 60,5 m² de área privada com dois quartos, sala e cozinha integradas, banheiro e sacada com churrasqueira. O condomínio terá elevador e contará com 2 salões de festas, 2 guaritas, campo de futebol suíço, garagem coberta, bicicletário, área de exercícios e playground. O financiamento contará com recursos do Programa Minha Casa Minha Vida e as famílias que tiveram seu cadastro aprovado, podem usar recursos do Fundo de Garantia de Tempo de Serviço (FGTS) para abater o valor da entrada e também do financiamento. A segunda fase do empreendimento deve ser lançada nos próximos meses e contemplará mais 168 apartamentos.

As famílias interessadas devem entrar em contato com os correspondentes bancários da Caixa em Ivaiporã e terão mais detalhes sobre o empreendimento e as condições de financiamento.

O lançamento ocorreu na Vila Nova Porã, pelo prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral e o sócio-proprietário da Construtora Szymanski & Favero, Rodrigo Favero, na presença do vice-prefeito Ilson Gagliano, dos vereadores Eder Bueno, Alex Papin e Edivaldo Montanheri (Sabão), além de diretores municipais e representantes da Caixa e dos correspondentes bancários.

O sócio-proprietário da Construtora Szymanski & Favero, Rodrigo Favero, ressalta que, no evento atual, foram entregues 400 pastas para os correspondentes bancários e, nos dias 25 e 26 de janeiro, ocorrerá um evento de vendas das primeiras unidades. Caso o número de cadastros aprovados seja maior do que o número de apartamentos disponíveis, a definição das famílias contempladas acontecerá por sorteio.

O financiamento atenderá famílias com faixa salarial entre 1,2 mil a R$ 2,5 mil. O valor das unidades deve girar em torno de R$ 97,5 mil e o agente bancário deve financiar até 80% do valor do imóvel. Para os outros 20%, que corresponderia à entrada, a construtora irá facilitar o pagamento em até 24 vezes e o mutuário poderá usar recursos do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

Favero comenta que, nessa modalidade de financiamento, o Governo Federal pode beneficiar o interessado com um subsídio do valor do imóvel, que pode chegar até a R$ 10 mil, dependendo do cadastro, mas esse valor, não poderá ser usado como entrada do imóvel.

As taxas de juros devem girar a partir de 5% ao ano. Ele elogiou a coragem da Prefeitura de Ivaiporã, ao realizar essa modalidade de chamamento público, em que a prefeitura cede o terreno para a construtora realizar o empreendimento. A empresa venceu o processo ao oferecer o menor preço por unidade. “Poucas prefeituras tem tido a coragem de realizar esse tipo de empreendimento, mas demonstra que o poder público local acredita no potencial da cidade”, ressalta.

O valor do terreno será devolvido ao município pelo próprio agente financeiro. “Quanto observamos o projeto, nos debruçamos para estudar a viabilidade e verificamos que uma grande parcela da população dessa região não tem casa própria e essa é uma grande oportunidade”, comenta. O valor da prestação dependerá da análise cadastral de cada mutuário.

A ideia é que durante a obra sejam gerados entre 90 a 120 empregos diretos.

Para o prefeito de Ivaiporã, Miguel Amaral, esse será o maior empreendimento imobiliário da história de Ivaiporã, na faixa popular, com investimento na ordem de R$ 30 milhões e vai potencializar o crescimento da Vila Nova Porã. “Será um condomínio bonito e moderno, pois a empresa fez um projeto com grande capricho e ela tem obras em várias cidades e a prefeitura está empenhada que esse projeto fosse viabilizado”, frisa.

O prefeito destaca que vai conversar com o governador Ratinho Júnior para ajudar na questão do saneamento e, com isso, baratear ainda mais a prestação para a população. “A prefeitura tem que atuar em todos os setores, sabemos que em Ivaiporã, existe uma demanda de mais de 3 mil pessoas que não têm casa própria e esse projeto pode servir, inclusive, de modelo para os municípios vizinhos”, comenta o prefeito. Ele agradeceu o apoio da Câmara de Vereadores na viabilização desse projeto.

Vereadores, prefeito e empreendedor observam local onde será construído condomínio

Vereadores, prefeito e empreendedor observam local onde será construído condomínio

Comentários