Albergue Bom Samaritano oferece vagas para pessoas em situação de vulnerabilidade

Membros da diretoria do Albergue que é mantido com doações e convênio com Prefeitura de Ivaiporã. Por: Antonello Nadal

Membros da diretoria do Albergue que é mantido com doações e convênio com Prefeitura de Ivaiporã

Fonte: Antonello Nadal

Instalado em Ivaiporã há aproximadamente 20 anos, o Albergue Bom Samaritano é uma instituição filantrópica e de assistência social, sem fins lucrativos, mantida com recursos repassados pela Prefeitura de Ivaiporã, que acolhe pessoas em condição de vulnerabilidade, que vêm para Ivaiporã.

Com mandato de dois anos, a diretoria do Albergue Bom Samaritano é constituída por um grupo de voluntários formado pela presidente Ilda Machado; vice-presidente Leila Boukhezan; tesoureiras Deusilene Bernardy e Maria Salete Freiberger; secretários Ilma Siqueira e Arnaldo Cruz Adão; conselheiros Aparecido Sabadini, Marco Aurélio Rosa, Jaime da Silva, Neuza Alberton e Carmelita Santos Castilho; além da caseira Glaucinéia de Meira. “Temos um convênio com o município, por meio do Departamento Municipal de Assistência Social, e esse recurso é direcionado para custear o salário da caseira com encargos sociais, manutenção na estrutura e uma parte de produtos de alimentação”, explicou a vice-presidente Leila Boukhezan.

No entanto, a diretora mencionou que o convênio não cobre 100% das despesas mensais, por isso, a entidade depende de doações da comunidade, apoio do padre Romano Gnessoto e das paróquias Santíssima Mãe de Deus e Espírito Santo, que destinam parte da coleta do dízimo, além da parceria com duas unidades hospitalares do município: o Instituto de Saúde Bom Jesus e o Instituto Lucena Sanchez, para manter o funcionamento dos serviços.

Leila Boukhezan relatou que o albergue faz um trabalho assistencial e também oferece vagas para acompanhantes de pacientes internados, que não têm parentes na cidade e nem condições de arcar com despesas de hospedagem e alimentação. “Acolhemos trecheiros que vão para outra cidade, mas estão de passagem por Ivaiporã, estão migrando, procurando parentes ou até um emprego e não têm condições de pagar um hotel e alimentação. Por isso, é importante que a comunidade conheça o albergue e saiba o quão é importante para nós a doação de produtos de gêneros alimentícios não perecíveis e produtos de limpeza, como também procurar membros da diretoria para doações em dinheiro”, exemplificou a vice-presidente.

De acordo com a presidente Ilda Machado, servir ao albergue é um ato de amor e doação ao próximo. “Colocamos-nos no lugar do outro e sabemos que nem sempre o próximo tem condições de pagar um hotel ou um restaurante enquanto está no trecho, então temos a dimensão do quanto um gesto de caridade faz bem para quem precisa de ajuda”, afirmou.

Segundo ela, a instituição filantrópica oferece serviço e atendimento de qualidade para as pessoas que necessitam de ajuda, inclusive, dispondo de uma estrutura que separa as alas feminina e masculina, mas a média de atendimentos varia e o fluxo é bastante rotativo.

Conforme Leila Boukhezan, a casa de acolhimento já atendeu pessoas vindas de países como Bolívia, Venezuela, Haiti, bem como de outros estados da federação, em busca de parentes ou mesmo de novas oportunidades de vida. “Estatutariamente, o nosso limite máximo é de três dias, mas dependendo do caso, já chegamos a hospedar pessoas por mais tempo”, relatou a vice-presidente.

O espaço tem o limite de 12 vagas, sendo cinco masculinas e sete femininas. As pessoas que buscam abrigo encontram estrutura montada com camas, colchões, roupas de cama e banho, ventiladores, além de banho, café da manhã, almoço, café da tarde e jantar.

O Albergue Bom Samaritano fica situado na Rua Rio Grande do Sul, 51. O telefone para contato é o (43) 99910-7256.

Comentários