Corpo de Bombeiros de Ivaiporã dá dicas de segurança para evitar incidentes no verão

2º tenente Machado dá dicas para curtir o verão em segurança. Por: Antonello Nadal

2º tenente Machado dá dicas para curtir o verão em segurança

Fonte: Antonello Nadal

Com a chegada do calor, para fugir das altas temperaturas muitas pessoas buscam lugares como piscinas, rios e praias para se refrescar. Porém, nem todos os lugares são seguros e próprios para o banho, especialmente para crianças; os cuidados devem ser redobrados.

Por isso, para minimizar os riscos de incidentes, o 1º Subgrupamento de Bombeiros Independente de Ivaiporã orienta sobre como agir em segurança e evitar problemas na hora do lazer.

O 2º tenente Machado ressaltou que, nesse período do ano, a água é um atrativo para as pessoas se refrescarem e se divertirem, por esse motivo, uma das dicas essenciais durante o divertimento é evitar a ingestão de bebidas alcoólicas. “A maioria dos acidentes que atendemos tem a bebida alcoólica envolvida”, advertiu o tenente.

Segundo levantamento do Corpo de Bombeiros de Ivaiporã, os índices de afogamento são relativamente baixos na região. De 2010 até 2017 foram registradas seis ocorrências com seis vítimas, enquanto no ano passado houve quatro ocorrências com cinco vítimas.

Conforme o tenente, a maioria das ocorrências na região é registrada em piscinas, rios e represas. Ele lembrou que pais devem ter cuidados redobrados com crianças que vão se refrescar em piscinas ou praias, no caso de quem vai passar as festas de final de ano no litoral. “Os cuidados devem ser redobrados, principalmente, com a segurança das piscinas, mas também quando os filhos estão fora da água, pois nessa situação também podem ocorrer acidentes. Deve-se ter cuidado ainda com os brinquedos infláveis como boias utilizadas na região abdominal, que passam sensação de segurança, mas podem acabar virando de ponta cabeça. As boias de braço e coletes são mais seguros”, salientou.

O oficial do Corpo de Bombeiros ressaltou que outra situação bastante recorrente na região diz respeito aos rios, como o Ivaí. “A orientação é nunca ir sozinho e tomar cuidado com as correntezas, que são fatores de risco, bem como utilizar coletes e capacetes quando for brincar com boias e caiaques, minimizando possíveis danos em caso de bater a cabeça em pedras. Também evitar saltar de pontes ou barrancos, porque nunca se sabe a real profundidade do local onde está se pulando”, apontou.

O tenente Machado reforçou que em se tratando de rios é preciso observar sinais como velocidade, profundidade e cor da água, indicadores de mudanças repentinas nas condições climáticas, que ocasionam chuvas intensas na cabeceira do rio, podendo aumentar o fluxo da vazão do rio.

A dica essencial quando se deparar com um afogamento é ligar para o número 193, solicitando o socorro do Corpo de Bombeiros, e só ajudar uma pessoa afogada se tiver treinamento específico para executar o salvamento.

Comentários