Pecados da Língua

Imagem da notícia.

Dez erros que comprometem a vida social e as pretensões profissionais de qualquer um:

1 - HOUVERAM problemas = “houve problemas. O verbo haver, no sentido de existir, é sempre impessoal;

2 - Se ele DISPOR de tempo = é erro grave conjugar de forma regular os verbos derivados de ter, vir e pôr. Neste caso, o certo é “dispuser”;

3 - Espero que ele SEJE feliz e Vieram MENAS pessoas = dois erros inadmissíveis. A conjugação “seje” não existe. E “menos” não concorda com o substantivo, pois é advérbio e não adjetivo;

4 - Ela ficou MEIA nervosa = “meio” nervosa. Os advérbios não têm concordância de gênero;

5 - SEGUE ANEXO duas cópias do contrato = ação para a concordância verbal e nominal: “ seguem anexas”;

6 - Esse assunto é entre EU e ela = depois de preposição, pronome oblíquo tônico: entre “mim” e ela;

7 - A professora deu um trabalho para MIM fazer = antes do verbo, usa-se o pronome pessoal e não o oblíquo: para “eu” fazer;

8 - FAZEM dois meses que ele não aparece = o verbo fazer indicando tempo é impessoal: “faz” dois meses...;

9 - Vou ESTAR PROVIDENCIANDO seu pagamento = o chamado “gerundismo” não chega a ser erro gramatical, mas é um vício insuportável. “Vou providenciar” é mais elegante.

10- O problema será resolvido A NÍVEL DE empresa = o febrão do “a nível de” parece ter passado, mas há quem utilize. O problema será resolvido “pela” empresa.

Finalizando: Presidente ou Presidenta = ambas as formas, gramaticalmente, são corretas, mas Presidente “soa” melhor.

Até a semana que vem.

Comentários