Pitanga abre cadastro para construção de casas populares

População participa de reunião sobre habitação na cidade

População participa de reunião sobre habitação na cidade

A Secretaria Municipal de Assistência Social e o Conselho Municipal de Habitação e Interesse Social, com o apoio da Prefeitura de Pitanga, abriram cadastros para as famílias interessadas na construção de moradias pelo programa Minha Casa Minha Vida. Segundo a assistente social, Lucinha Camilo, o município de Pitanga vem, há vários anos, reivindicando a construção de moradias populares, por meio de um programa do Governo Federal, que agora realizou um chamamento público, com o objetivo de contratar uma empresa para a construção das casas.

O término do chamamento ocorreu no dia 20 de novembro e, agora, o município está fazendo a seleção das famílias que serão atendidas pelo programa. A expectativa é que até 90 casas sejam construídas dentro desse chamamento público. Para se cadastrar, a família precisa ter renda familiar entre R$ 1,2 mil a R$ 2,5 mil. Toda a documentação será encaminhada à instituição financeira, que liberará os recursos, sendo que os critérios de seleção estão previstos no Minha Casa Minha Vida.

As famílias interessadas devem procurar a Secretaria de Assistência Social, localizada na Vila Planalto, para fazer o cadastro e, assim que o projeto for aprovado, a expectativa é que as obras tenham início, o que deve acontecer no início de 2020. “Estamos confiantes que isso comece logo e felizes com mais essa conquista para o município de Pitanga. Quero também destacar o apoio e empenho do prefeito Maicol Barbosa nessa conquista”, frisou a assistente social.

Comentários