Alunos de Jardim Alegre se destacam na Olimpíada Nacional de Língua Portuguesa

Flávia Casa Grande posa para fotos com os alunos Ligianara e Douglas

Flávia Casa Grande posa para fotos com os alunos Ligianara e Douglas

Dois alunos do Colégio Estadual do Campo José Marti, localizado no Assentamento 8 de Abril, em Jardim Alegre, foram selecionados na etapa estadual da Olimpíada de Língua Portuguesa e representaram o Paraná, na semifinal do concurso, que ocorreu no final do mês de outubro, em São Paulo. Os trabalhos selecionados foram dos alunos Douglas Teixeira da Rocha, do 6º ano, no gênero memórias literárias com o trabalho: “Um Lugar, Um Sonho”; e Ligianara Diniz, do 8º ano, no gênero crônica, com o trabalho: “Meu Amigo Amarelão”.

Os alunos foram orientados pela professora Flávia Figueiredo de Paula Casa Grande que, no mesmo evento, foi vencedora na categoria Relato de Prática, representando a região Sul do Brasil. Esse documento representa as experiências e reflexões sobre a realização das oficinas com os estudantes.

O concurso premia as melhores produções de texto e ocorre a cada dois anos, para estudantes de escolas públicas, sendo dividida em cinco categorias e os alunos passam por cinco etapas. O tema das produções é: “O Local Onde Vivo” e que proporciona aos alunos estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade local, contribuindo para o desenvolvimento de sua cidadania e incentivo à leitura e escrita.

Segundo a professora Flávia Casa Grande, é gratificante para o docente ver o trabalho dando resultado. “Não tem maior presente do que ver que o aluno aprendeu e se envolveu com aquilo e que isso vai marcar sua vida para o aprendizado”, ressalta. Ela destaca que o principal objetivo do concurso não é selecionar o melhor texto para representar a escola nas etapas seguintes, mas sim trabalhar a produção textual com o maior número possível de alunos. “Desde 2014, temos percebido o envolvimento cada vez maior dos alunos e, principalmente, que todos melhoram suas produções textuais”, cita.

O chefe do Núcleo Regional de Educação, Valber Clarimundo, ressalta que essas atividades diferenciadas estimulam a aprendizagem e proporcionam ao aluno um conhecimento maior e o reconhecimento de todo um trabalho e, com isso, consiga avançar cada vez mais. Ele também parabenizou a professora Flávia Casa Grande pelo empenho e esforço em desenvolver os conteúdos da olimpíada em sala de aula.

A técnica pedagógica do NRE, Fabiane Zilio, relata que chegar à etapa semifinal é uma conquista de todos os envolvidos e quem mais ganha com a OLP são os estudantes, que têm a oportunidade de vivenciar experiências únicas e adquirir novos conhecimentos em relação à leitura e escrita.

Anuar Paracat, Fabiane Zilio, Flávia Casa Grande e Valber Clarimundo

Anuar Paracat, Fabiane Zilio, Flávia Casa Grande e Valber Clarimundo

Comentários