500 revisões biométricas são feitas no final de semana; prazo termina dia 29 de novembro

Procura pelo Cartório Eleitoral foi considerada baixa no final de semana. Por: Antonello Nadal

Procura pelo Cartório Eleitoral foi considerada baixa no final de semana

Fonte: Antonello Nadal

Termina na sexta-feira, 29 de novembro, o prazo para os eleitores que ainda não fizeram o cadastramento biométrico regularizarem a situação para poder votar nas eleições municipais de 2020.

Por conta da dificuldade do eleitor de se deslocar em dias de semana ao Cartório Eleitoral da 93ª Zona Eleitoral da Comarca de Ivaiporã, que inclui moradores de Ivaiporã, Jardim Alegre, Arapuã e Lidianópolis, a Justiça Eleitoral realizou plantão no sábado, 23 de novembro, e no domingo, dia 24.

No entanto, aproximadamente 500 eleitores compareceram ao Cartório Eleitoral de Ivaiporã no final de semana para fazer a revisão biométrica obrigatória. O número é considerado baixo pela Justiça Eleitoral, que prevê correria nesses últimos dias para os eleitores que deixam para a última hora.

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) iniciou a revisão biométrica na zona eleitoral na segunda quinzena de abril e não haverá prorrogação de prazo. Até o início desta semana, Arapuã estava com 80% dos eleitores convocados biometrizados; Lidianópolis 75%; Jardim Alegre 77% e Ivaiporã 77%.

O Paraná Centro conversou com alguns eleitores que compareceram ao Cartório Eleitoral no domingo, 24 de novembro. Hugo Nobre, Elen Januário Doreto e Nair Bueno Flores justificaram a ida no dia do plantão pela falta de tempo durante a semana, devido à correria de trabalho e afazeres domésticos.

De acordo com o chefe do Cartório Eleitoral de Ivaiporã, Rafael Paschoal, o comparecimento do eleitor durante o plantão do final de semana foi abaixo do esperado. “Esperávamos um comparecimento maior do eleitor que não tem condições de vir durante a semana. Ainda está baixo e faltando poucos dias para o encerramento do prazo muitos eleitores podem ter o título cancelado se não comparecerem”, afirmou.

Rafael Paschoal reforçou a convocação para os eleitores realizarem o cadastramento biométrico. “Já tivemos um aumento de 50% no número de eleitores atendidos diariamente e esperamos que esse número aumente ainda mais nesses últimos dias, porque o título de eleitor é um documento importantíssimo para o cidadão”, reforçou, lembrando que o eleitor deve comparecer ao cartório o quanto antes para regularizar a situação.

Segundo Paschoal, a não regularização implica em uma série de sanções que vão muito além de não poder votar. O cidadão que tiver o título cancelado terá a suspensão de CPF, perda de benefícios sociais, impossibilidade de tomar posse em concurso público, ingressar na faculdade, obtenção de diploma de graduação, empréstimos bancários, contratação com serviço público. “Talvez pelo descontentamento do eleitor com a política ou por ele não entender que o cancelamento do título trará consequências graves são alguns fatores para essa baixa procura”, atribuiu.

Quem ainda não passou pela biometria pode realizar o agendamento prévio do atendimento através do site do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PR). No horário e dia indicados, é obrigatório o comparecimento no Fórum Eleitoral, que fica na Avenida Itália, ao lado do Campus da Universidade Estadual de Maringá (UEM).

O eleitor deve apresentar título de eleitor anterior, um documento oficial com foto e um comprovante de endereço que demonstre o vínculo com o município, das 12h00 às 19h00. “Alertando a população que esse prazo não será prorrogado”, esclareceu Rafael Paschoal.

Comentários