Correios de Pitanga inicia campanha de adoção de cartinhas

Sérgio de Mattos – gerente da agência dos Correios de Pitanga

Sérgio de Mattos – gerente da agência dos Correios de Pitanga

A agência dos Correios de Pitanga iniciou nessa terça-feira, dia 5 de novembro, a campanha Papai Noel dos Correios, que acontece pelo 15º ano no município. A campanha seguirá o modelo dos anos anteriores, em que uma escola é selecionada e os alunos escrevem seus pedidos para o Papai Noel, além de fazer uma redação para o Natal. As cartas são encaminhadas à agência, que as deixa disponível para que sejam adotadas por pessoas da comunidade, que queiram realizar o sonho de natal dos pequenos. Nesse ano, são 57 cartinhas de alunos da Escola Municipal Ângelo Seguro, de 1º a 5º ano do Ensino Fundamental, com alguns alunos inclusos. “Existe uma motivação toda especial para o atendimento dessa escola, que tem um ambiente diferenciado, com alunos receptivos e isso nos motiva ainda mais a fazer essa campanha”, citou o gerente dos Correios de Pitanga, Sérgio de Mattos.

Os interessados em adotar as cartinhas podem se dirigir à agência dos Correios até o dia 29 de novembro. A entrega dos presentes na escola deve acontecer na primeira quinzena de dezembro. “Enquanto existir o Correio público, vamos continuar realizando essa campanha”, frisou o gerente.

A expectativa do gerente é que todas as cartas sejam adotadas. Ele sabe que o momento econômico do Brasil é complicado, mas ressalta que todos os pedidos são de pequeno valor e úteis para as crianças. Além dos tradicionais brinquedos, também existem pedidos de roupas e até material escolar. “Mas as pessoas que não puderem adotar uma cartinha, podem fazer a doação de balas e chocolates, que serão muito úteis no dia da entrega dos brinquedos”, informou.

Sérgio de Mattos ressalta que essa ação nasceu quando os carteiros recebiam as cartinhas, durante o trajeto, e como elas foram crescendo, precisaram do apoio da empresa, que abriu o espaço para que fosse feito esse intercâmbio entre os pedidos das crianças e os padrinhos que adotam as cartinhas.

Comentários