Só a vitória interessa

Imagem da notícia.

Hoje, eu vi um camelô passar por mim vendendo água, refrigerante e cerveja, eu o parei e pedi uma água. No momento em que ele desceu a caixa e a apoiou no chão, eu notei que havia algo diferente amarrado no isopor, era uma chupeta. E numa tentativa de descontrair o moço, eu perguntei se estava vendendo chupeta também, se a procura estava boa...

Nesse momento ele riu e me explicou o porquê da chupeta amarrada ali. Ele me disse que há alguns meses havia nascido sua filha, a Mirella. E que amarrou a chupeta ali para que quando os ombros doessem pelo peso da caixa, quando as pernas tremessem, quando não tivesse onde sentar ou quando não estivesse conseguindo vender, ele não desanimasse.

Ele disse que sempre que isso acontece, ele olha pra chupeta e lembra o porquê de estar ali e para quem...

E para finalizar, me disse que ele sai de casa com apenas uma coisa na cabeça: ele não volta pra casa com a derrota e não se contenta com o empate, só chega em casa com a vitória!

Aí eu comprei uma água e um refrigerante. Antes de reclamar da sua vida, lembre-se que tem gente com pouco no bolso, mas muito no coração. Parabéns ao rapaz!

Créditos: Silvio Rogério

Comentários