Seminário Ivaiporã 2030 acontece nessa quarta-feira, dia 30

Cláudio Serrato será um dos palestrantes do Seminário

Cláudio Serrato será um dos palestrantes do Seminário

Nessa quarta-feira, dia 30 de outubro, a partir das 7h30, acontece no auditório da Acisi (Associação Comercial Industrial e Serviços de Ivaiporã), o 2º Seminário de Desenvolvimento Sustentável Ivaiporã 2030. O evento, que está sendo organizado pelo Codesi (Conselho de Desenvolvimento Sustentável de Ivaiporã) e pela Acisi, conta com o apoio do Sebrae, Sanepar, Prefeitura de Ivaiporã, Faciap (Federação das Associações Comerciais do Estado do Paraná) e Cacinor (Coordenadoria das Associações Comerciais do Noroeste do Paraná).

O evento, que deve reunir cerca de 100 pessoas de diversos segmentos do poder público e da iniciativa privada, além de entidades não governamentais, terá as palestras do ex-prefeito de Maringá, Sílvio Barros, que irá falar sobre cooperação da Gestão Pública e iniciativa privada no processo de desenvolvimento; do consultor da Faciap Mário Costenaro, da cidade de Toledo, que falará sobre Desenvolvimento Local e Competitividade das Empresas; e do consultor Cláudio Serrato, de Mandaguari, que vai apresentar uma estratégia de desenvolvimento para o Codesi.

Segundo o consultor do Codesi, Marcus Wielewski, a ideia desse seminário é dar o pontapé para o trabalho de reestruturação do Codesi, semelhante ao que já ocorreu no Codem (Conselho de Desenvolvimento de Maringá). Uma das principais mudanças é a redução do número de câmaras técnicas, que passará de 14 para 3. “Muitas das câmaras acabavam debatendo um mesmo assunto, dessa forma, os debates serão mais ágeis e o processo vai funcionar melhor”, avalia Wielewski. Ele destaca o apoio do Sebrae e da Faciap para a vinda dos palestrantes e o apoio da Acisi para essa nova fase do Codesi. “Essa nova estrutura vai definir o futuro do Codesi e mostrar a força da sociedade de Ivaiporã e a união do poder público e da sociedade civil”, frisa.

Após o seminário, será realizada uma capacitação com cada coordenador das câmaras técnicas e, no primeiro semestre de 2020, um planejamento estratégico das ações, voltadas ao ano de 2030.

Comentários