Regional de Saúde realiza capacitação para detecção de sífilis

Profissionais de saúde passam por capacitação

Profissionais de saúde passam por capacitação

A 22ª Regional de Saúde de Ivaiporã realizou, na semana passada, uma capacitação para os médicos, enfermeiros e profissionais que atuam nas unidades básicas de saúde, com relação à detecção da sífilis, doença sexualmente transmissível, que tem registrado um aumento grande de incidência na população adulta. A maior preocupação das autoridades de saúde é com relação à sífilis em gestante, pois caso ela seja transmitida para o bebê, pode causar sequelas graves que perduram até a vida adulta.

A palestra de orientação aos profissionais foi realizada no Sindicato Rural de Ivaiporã e, durante a explanação, foram abordados temas como diagnóstico, tratamento e sensibilização das equipes para se atentaram à questão da doença. Essa mobilização ocorreu em todo o Estado do Paraná e, no dia 16 de outubro, quando ocorreu esse seminário, as ações foram replicadas pelas regionais para todos os municípios.

Por se tratar de uma doença que não apresenta sintomas, já que a sífilis primária, por exemplo, pode apresentar lesões na região genital, que não apresentam dores, muitas vezes a portador não procura descobrir a sintomatologia. “Por isso, precisamos aumentar o número de testes e assim melhorar o diagnóstico, já que o tratamento é gratuito e toda a medicação é fornecida pelo Ministério da Saúde e está disponível para os municípios via SUS”, informou a coordenadora de DST da Regional de Saúde, Vivia Espadas.

Comentários