Bombeiros realizam capacitação sobre primeiros socorros na escola

Servidores do Departamento Municipal de Educação aprendem sobre princípios básicos dos primeiros socorros. Por: Antonello Nadal

Servidores do Departamento Municipal de Educação aprendem sobre princípios básicos dos primeiros socorros

Fonte: Antonello Nadal

Os soldados Hugo Neto e Luciano Oga, do 1º Subgrupamento Independente do Corpo de Bombeiros de Ivaiporã, ministraram na sexta-feira, 27 de setembro, no Centro Cultural da Melhor Idade, uma capacitação com instruções de primeiros socorros, visando se prevenir eventuais casos de urgência nas instituições municipais de ensino.

A atividade foi voltada a professores, educadores dos centros municipais de educação infantil, auxiliares de educação infantil, estagiários, secretárias e professores do ensino fundamental e faz parte da formação continuada do Departamento Municipal de Educação.

Durante a explanação, os palestrantes apresentaram aos educadores, na prática, como fazer o atendimento pré-hospitalar e de primeiros socorros em casos de emergência nas instituições de ensino. Além disso, os instrutores abordaram como se portar diante de uma situação de crise mantendo a calma, elaborando rotinas que podem ser empregadas e dividindo tarefas.

Para o soldado Oga, quando se depara com situações de trauma que são comuns em crianças de pouca idade, é importante avaliar a cinemática do trauma. “O primeiro passo é manter a calma, sinalizar o local para que os demais envolvidos não se tornem vítimas ao acionar o socorro e aqueles que se sentirem mais preparados fazer o primeiro atendimento, garantindo o suporte básico de vida, verificando se a pessoa está respirando. São situações que necessitam de emprego rápido e que garantem melhora da vítima”, recomendou soldado Oga.

Conforme o soldado, a capacitação dos profissionais facilita a leitura da ocorrência e contribuiu para uma triagem de qualidade e melhora o atendimento da corporação, que já se desloca sabendo da gravidade de cada caso.

A coordenadora dos Centros Municipais de Educação Infantil, Daiane Soares, disse que o tema é bastante relevante frente às necessidades e ocorrências que acontecem no ambiente escolar como quedas, cortes, crises convulsivas. “Temos um número considerável de ocorrências, por isso é importante professores e demais funcionários se capacitarem para saber que atitude tomar em situações graves, mas também em casos simples, como febre alta, e possam atender esses alunos da melhor forma possível, até a chegada do Corpo de Bombeiros”, comentou Daiane Soares.

Instrutores simulam atendimento à vítima. Por: Antonello Nadal

Instrutores simulam atendimento à vítima

Fonte: Antonello Nadal

Comentários