Jardim Alegre conta com mais de 450 inscrições para casas populares

Assistência Social faz inscrição de casas populares

Assistência Social faz inscrição de casas populares

Ainda estão abertas as inscrições para as pessoas que não têm imóvel próprio e pretendem buscar os programas oficiais de habitação do Governo Federal e Estadual, por meio do município de Jardim Alegre. Na semana passada, foram retomadas as inscrições que acontecem no Cras (Centro de Referência da Assistência Social) de Jardim Alegre.

As inscrições podem ser feitas diretamente no site da Cohapar (Companhia Habitacional do Paraná) e não tem restrição de renda familiar, ou seja, independente de quanto a família ganha por mês. Desde que não tenha casa própria, a pessoa pode fazer a inscrição. A secretária de Planejamento, Ana Paula Lopes Fernandes de Almeida, explica que esse levantamento é fundamental para a elaboração do Plano Local de Habitação de Interesse Social (PLHIS), para que a prefeitura possa elaborar os projetos voltados ao atendimento das famílias que necessitam de moradia, independente da classe social. Conhecer a real situação dos moradores é fundamental para que o município possa acionar os programas habitacionais que mais se enquadram conforme a condição de cada futuro mutuário. Até a segunda-feira, dia 23 de setembro, havia 470 inscrições de moradores de Jardim Alegre no site da Cohapar.

Ana Paula Almeida explica que mesmo as pessoas que têm algum tipo de restrição ao CPF ou não tenham recursos para pagar uma possível entrada no financiamento habitacional podem fazer a inscrição. “Queremos estar com todos esses projetos prontos, para assim que o Governo Federal liberar os recursos, possamos fazer a solicitação”, disse a secretária de planejamento.

Assinatura de Contrato

O prefeito de Jardim Alegre, José Roberto Furlan, informou que foi realizada, na semana passada, a assinatura da ordem de serviço para o início da construção de 41 casas no Conjunto Habitacional Amador Gonçalves, na saída com sentido a Ivaiporã. Segundo o prefeito, o investimento será de R$ 3,690 milhões na obra e as casas têm entre 40 m² e 50 m² e foram viabilizadas por meio da ação parlamentar do deputado estadual Tercílio Turini.

Comentários