Jardim Alegre realiza audiência pública para moradia de interesse social

Márcia Bounassar explica detalhes sobre plano municipal de habitação

Márcia Bounassar explica detalhes sobre plano municipal de habitação

A Prefeitura de Jardim Alegre realizou, na semana passada, no salão da Paróquia Nossa Senhora do Rócio, a primeira audiência pública do Plano Local de Habitação de Interesse Social (PLHIS), que contou com a presença de cerca de 300 pessoas. Segundo a secretária de Planejamento, Ana Paula Lopes Fernandes de Almeida, o objetivo desse trabalho é possibilitar que Jardim Alegre possa acessar os recursos do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social. Para isso, é preciso que o município elabore o Plano Local de Habitação de Interesse Social, que precisa ser de forma democrática e participativa e em conformidade com as políticas nacionais e municipais de habitação.

Ana Paula Almeida explica que esse plano procura universalizar o acesso à moradia digna nas áreas urbanas e rurais e, para isso, é preciso levantar o déficit habitacional, elaborar um diagnóstico e desenvolver estratégias de ações.

A audiência contou com a presença de várias autoridades, como o vice-prefeito Márcio Sanvesso; a secretária de administração, Neni Caroba; e a secretária municipal de Assistência Social, Sônia Santana. A audiência foi conduzida pela arquiteta e urbanista Márcia Bounassar, que esclareceu sobre a elaboração do plano e também as ações que serão realizadas nos próximos dias. “Ao final da audiência, foi elaborada uma dinâmica com a participação da comunidade e dos grupos que se uniram para sugerir soluções aos principais problemas na área de habitação”, disse.

Para o vice-prefeito, Márcio Sanvesso, esse plano que está sendo elaborado pela prefeitura é um esforço de toda a equipe do prefeito José Roberto Furlan e das diversas secretarias e vai de encontro aos compromissos de campanha. “Estamos empenhados nesse projeto, pois, apesar de ainda não ter nenhum programa em execução, quando for liberado, com os projetos prontos, o município de Jardim Alegre pode r sair na frente e conseguir esse recurso em primeiro lugar”, disse o vice-prefeito.

Até o dia 20 de setembro, as pessoas interessadas podem procurar o Cras (Centro de Referência da Assistência Social) para fazer as inscrições das famílias que não têm acesso á internet. No entanto, o cadastro pode ser feito por qualquer pessoa, tanto quem está em situação de vulnerabilidade social e também as que pagam aluguel e sonham com a casa própria.

Vice-prefeito Márcio Sanvesso fala aos moradores sobre o Plano de habitação

Vice-prefeito Márcio Sanvesso fala aos moradores sobre o Plano de habitação

Comentários