Agosto Azul acontece em Pitanga

Expectativa é registrar números semelhantes do ano passado

Expectativa é registrar números semelhantes do ano passado

A Secretaria Municipal de Saúde de Pitanga promove na quinta-feira, dia 29 de agosto, no Centro de Eventos do Lago, a 3ª edição do Agosto Azul. O evento que se tornou tradicional, tem a expectativa de repetir o sucesso das edições anteriores, quando o número de participantes surpreendeu os organizadores. A secretária municipal de Saúde, Emily Sakurai, comenta que os dois eventos anteriores, a procura dos homens pelos serviços ofertados foi muito grande. “Nesse ano, além das atividades que foram oferecidas nos anos anteriores, também vamos ter ofertar consultas médicas e avaliação odontológicas no evento”, ressalta.

O evento tem início a partir das 13h30, com uma atividade física voltada ao público masculino e, em seguida terá uma palestra com o médico Bruno, que vai abordar o tema: “Cuide-se”. Na sequência, terão início os atendimentos com testes rápidos, vacinação, aferição de pressão arterial, teste de glicemia e solicitação de PSA. Os 200 primeiros homens que comparecerem ao evento receberão um brinde de prevenção de pele.

Emily Sakurai salienta que o sucesso do evento é justamente a oferta de um grande número de serviços em um mesmo local. “É cultura do homem não procurar a unidade de saúde e, principalmente, pensando em prevenção, nosso foco é centralizar ainda mais todos os serviços disponíveis nas unidades de saúde”, comenta.

O objetivo principal da campanha é motivar uma mudança cultural para que os homens cuidem mais da sua saúde. O alerta é para dois tipos de câncer, de pele (melanoma) e próstata. O melanoma cutâneo é um tipo de câncer de pele que tem origem nos melanócitos (células responsáveis pela produção de melanina e, portanto, pela cor da pele) e tem predominância em adultos brancos. Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA), embora o câncer de pele seja o mais frequente no Brasil (as maiores taxas estimadas encontram-se na região Sul) e corresponda a 30% de todos os tumores malignos registrados no país, o melanoma representa 5% das neoplasias malignas do órgão. É considerado o mais grave devido à sua alta possibilidade de metástase.

Proteger a pele das radiações solares é uma das máximas da saúde, mas, infelizmente, nem todos se preocupam tanto quanto deveriam. Pelo menos é isso o que aponta o estudo realizado pelo Instituto Nacional do Câncer (INCA) no início de 2016: além do aumento em números absolutos de mortalidade por câncer de pele no país, entre os homens esse índice quase dobrou.

Comentários